Arquivos do Blog

MacGyver, icônico personagem, vai ganhar nova série e filme nas telas

macgyver

A Rede de TV Aberta nos Estados Unidos, a CBS (Columbia Broadcast System), com seus planos para invadir os serviços de streaming e competir diretamente com rivais de sucesso como Netflix, Amazon, Hulu, precisa de muito conteúdo para ter diferencial. Sua estratégia é revirar o baú através de séries icônicas do passado, como vem acontecendo com outras emissoras. O resultado é que a lista de revivais das séries vem crescendo. 24 Horas, Prision Break, Máquina Mortífera, Um Tira da Pesada, Esquadrão Classe A, Arquivo X, Twin Peaks e muitas outras. O anúncio da CBS promete resgatar outra série clássica, MacGyver, o engenhoso agente secreto pacifista que salva o mundo sem precisar de armas. Ele utiliza qualquer treco ao alcance de qualquer pessoa, com consequências imprevisíveis. O seriado MacGyver, produzido de 1985 a 1992, ficou famoso no Brasil com o título Profissão – Perigo.

Leia o resto deste post

Anúncios

Com ajuda da Igreja Universal, filme Os Dez Mandamentos bate recorde antes da estréia

Dez Mandamentos Record

O sucesso da novela da Rede Record, Os Dez Mandamentos se desdobrou para os cinemas com a previsão de lançamento de uma versão resumida em formato de longa metragem e o acréscimo de um final diferente. Apenas em fase de pré-venda, Os Dez Mandamentos vendeu mais de 1,5 milhões de ingressos, vencendo o recorde anterior de 645 mil ingressos vendidos em pré-venda do filme Saga Crepúsculo – Amanhecer: Parte 2 (2012), numa marca alcançada em apenas 12 dias. O novo filme tem estréia prevista para 28 de janeiro em todo o Brasil. Com isso, a quantidade de salas previstas para o filme saltou para mais de mil, estabelecendo outro recorde para um filme brasileiro. Como comparação, outro sucesso recente Até que a Sorte nos Separe 3 foi lançado em pouco mais de 800 salas.

Leia o resto deste post

Netflix lança Feras de Nação Nenhuma simultâneo com cinemas, de olho no Oscar 2016

Beasts of No Nation

O serviço de streaming via Internet, Netflix, numa estratégia ousada, lança seu filme exclusivo Beasts of No Nations (ou Feras de Nação Nenhuma), driblando os cinemas e apostando no Oscar 2016. O filme causou polêmica pela estratégia de lançamento simultâneo adotado pelo serviço, previsto para 16 de outubro, através dos cinemas e da Internet. Por isso, sofreu boicote da maioria das redes de cinemas ao redor do mundo, como as poderosas Cinemark, AMC, Regal e Carmike. As redes não aceitam a ideia de lançamento simultâneo, por considerar a redução de potencial de lucro sobre o filme. A alternativa foi lançar nas pequenas salas independentes, no total 27 salas. Nenhuma das salas aceitou no Brasil. Se não conseguisse lançar em nenhum cinema nos Estados Unidos, o filme não atenderia um dos requisitos do Oscar, podendo ser desclassificado de imediato.

Leia o resto deste post

Jack Sparrow leva navios nas costas em águas misteriosas do quarto Piratas do Caribe

 Banner Pelicula

 

piratas 4

Uma coisa é certa quando vemos o quarto filme da franquia mais lucrativa da Disney, Piratas do Caribe – Navegando em Águas Misteriosas (Pirates of the Caribbean – On Stranger Tides, 2011), Johnny Depp não precisa de fonte da juventude para manter seu tresloucado e imprevisível pirata Jack Sparrow no gosto do público. Ele é a principal razão do sucesso do filme que estréia nos cinemas do Recife. O esperto produtor Jerry Bruckheimer sabe disso. Pensando na empatia do público com o protagonista da trama, ele garantiu a Depp um cachê generoso. Cerca de US$ 35 milhões, segundo estimam. Para isso, precisou sacrificar o casal de destaque, nos três primeiros longas, Keira Knightley e Orlando Bloom, dispensados da nova aventura. Mas Depp não decepciona. Ele sozinho é capaz de arrastar todos os navios do quarto filme nas costas.

Na trama, Sparrow surge na Inglaterra. Invade um tribunal para ajudar seu companheiro Gibbs (Kevin McNally) e promove uma divertida e inusitada fuga pelas ruas recriadas da Londres do século XVIII. Só não consegue escapar da guarda real. É quando descobre que o Capitão Barbosa, seu eterno rival, tornou-se corsário a serviço de sua majestade, busca a Fonte da Juventude e sabe que Sparrow tem meios para encontrar a lendária fonte. Claro que Geoffrey Rush pelo menos ajuda a erguer a âncora do filme como Capitão Barbosa. Mas o roteiro contribui para manter o personagem ofuscado, à sombra de Sparrow, sem grandes momentos.

Leia o resto deste post

Steven Spielberg e Peter Jackson assumem Tintin, Sam Rockwell volta ao espaço

Steven Spielberg e Peter Jackson assumem Tintin

Apesar dos rumores de sua saída do projeto, o diretor Steven Spielberg continua a frente do primeiro filme baseado em Tintin, enquanto o responsável pela adaptação de Senhor dos Anéis, Peter Jackson cuidará da sequência, visando uma trilogia sobre o famoso aventureiro para o estúdio DreamWorks. Há muito tempo, Spielberg sonha fazer um filme do personagem baseado nos quadrinhos, criado pelo belga Georges Rémi, mais conhecido como Hergé. A oportunidade veio agora com o sucesso de diversos filmes adaptados da Nona Arte, estabelecendo um gênero próprio em Hollywood.

O estúdio confirmou que o primeiro filme será baseado numa história de Tintin publicada entre 1942 e 1944, em duas revistas O Segredo do Licorne (Le Secret de la Licorne) e O Tesouro de Rackham, o Terrível (Le Trésor de Rackham le Rouge). Enquanto o segundo filme terá como inspiração As Sete Bolas de Cristal (Les Sept Boules de Cristal) e Prisioneiros do Sol (Le Temple du Soleil), o terceiro filme assumirá o tom de ficção científica ao adaptar as revistas Rumo à Lua (Objectif Lune) e Explorando a Lua (On a Marché Sur La Lune).

Quando Spielberg lançou o filme Os Caçadores da Arca Perdida, em 1981, um crítico apontou as semelhanças entre o intrépido arqueólogo Indiana Jones e o jovem repórter de topete loiro dos quadrinhos. Desde então, Spielberg tornou-se grande fã da série de Hergé e alimentou o sonho de adaptar as histórias de Tintin para as telas. Num contato com Hergé por telefone, Spielberg não conseguiu fechar um acordo e o autor faleceu em 1983. Apenas em 2002, por meio do estúdio DreamWorks, Spielberg fechou negócio com os herdeiros do artista belga. Mas precisou organizar sua agenda de filmagens para assumir finalmente a direção do primeiro longa com o personagem.

Enquanto Jackson finaliza a adaptação do romance The Lovely Bones, de Alice Sebold, e cuida do roteiro dos dois filmes inspirados em O Hobbit (The Hobbit) a serem produzidos, para depois poder dirigir o segundo filme com Tintin. Apesar de distante, Jackson já pensou na tecnologia a ser utilizada nos filmes da trilogia. A produção vai misturar animação computadorizada em 3D com atores reais de maneira inovadora. Os movimentos e expressões faciais do elenco serão inseridos em suas formas animadas. Testes iniciais da empresa de efeitos Weta Digital, de Peter Jackson, mostraram a viabilidade dessa técnica e apresentam os personagens de forma realista.

O jovem Thomas Sangster (Simplesmente Amor) foi escolhido para ser Tintin, enquanto Andy Serkis (o Gollun, de Senhor dos Anéis) será o excêntrico Capitão Haddock. O lançamento do primeiro filme está previsto para 2010.

###

Rápidas

Sam Rockwell

Sam Rockwell

Sam Rockwell (O Guia do Mochileiro das Galáxias) voltará ao espaço no papel de um solitário mineiro que tem um robô como companhia com a voz de Kevin Spacey (Os Suspeitos) em Choke, o novo filme de ficção científica de Duncan Jones, filho do cantor David Bowie. O mineiro Sam Bell (Rockwell) é contratado para trabalhar numa corporação lunar por três longos e solitários anos. Perto de terminar o contrato, Bell fica ansioso para rever sua família, mas descobre algo errado. O seu substituto na lua é um clone dele mesmo. Bell mergulha na paranóia de que não tem muito tempo de vida.

Reunião de talentos desafinados

O diretor Walter Lima Jr., de A Ostra e o Vento (1997), decidiu apostar numa difícil e ousada tarefa, recontar a trajetória da Bossa Nova, através de uma viagem imaginária sobre um quarteto que nunca existiu de fato, Os Desafinados (2008). Através deles, o diretor sintetiza situações que aconteceram realmente nos bastidores do gênero musical brasileiro que ganhou o mundo nos anos 60 e aposta na metalinguagem ao escolher como protagonista, o cineasta Dico (Selton Mello) que resolve na trama fazer um documentário sobre o tal quarteto. Entram em cena, o pianista Joaquim (Rodrigo Santoro), o saxofonista Davi (Ângelo Paes Leme), o baixista Geraldo (Jair Oliveira) e baterista PC (André Moraes).

Leia o resto deste post

Internet a 24 quadros

Fique ligado nas novidades mais quentes do mundo da Sétima Arte em Cine Express. Aqui você vai saber em primeira mão sobre os bastidores, os lançamentos, os astros, os prêmios e as curiosidades que agitam essa forma de expressão e cultura e envolve milhares de pessoas no mundo inteiro.

E se você tiver alguma dúvida, quer descobrir sobre algum filme ou alguém, quer saber alguma dica ou curiosidade sobre o mundo do cinema, não se preocupe. Deixe um comentário ou então envie um email para Ronilson Araújo e vamos responder a sua pergunta no Cine Express. Fique com a gente.

Jason volta a aterrorizar adolescentes em Sexta Feira 13

A onda de refilmagens dos filmes de terror continua. Com crise de idéias, Hollywood vai buscar inspiração nos grandes sucessos orientais para fazer O Chamado, Água Negra, O Grito e nos recentes Uma Chamada Perdida, Olho do Mal e O Conto de Duas Irmãs. Os estúdios também experimentam refazer sucessos do passado como Viagem Maldita, refilmagem de Quadrilha de Sádicos, A Profecia, Dia dos Namorados Macabro e Os Pássaros, do clássico de Hitchcock. É nesse contexto que a Paramount decidiu recriar sua franquia de maior sucesso no gênero depois de onze filmes. O assassino da máscara de hóquei, Jason Voorhees, volta a matança em Sexta Feira 13 (Friday the 13th, 2009), inspirado no original dirigido por Sean S. Cunningham em 1980.

Leia o resto deste post

Wolverine apresenta suas garras

Hugh Jackman aproveita o carisma do mutante canadense e o sucesso dos três filmes dos X-Men para realizar X-Men – A Origem: Wolverine (X-Men Origins: Wolverine), onde retorna ao papel que o deixou mundialmente famoso, não apenas como astro protagonista, mas também como produtor, ao lado de Lauren Shuler Donner e Ralph Winter (os mesmos da trilogia X-Men). David Benioff (Tróia e O Caçador de Pipas) cuida do roteiro que revela o misterioso passado do mutante com fator de cura nessa aventura solo, que também destaca as participações especiais. Além de Jackman, grandes nomes darão vida aos personagens conhecidos do universo dos quadrinhos, Ryan Reynolds (A Última Cartada) será Deadpool, Dominic Monaghan (Senhor dos Anéis, Lost) será Barnell Bohusk, o Asa Negra, e Liev Schreiber (Sob o Domínio do Mal, A Profecia), viverá o aguardado Victor Creed, mais conhecido como Dentes de Sabre, personagem vivido no primeiro filme dos X-Men por Tyler Mane, numa atuação esquecível.

Leia o resto deste post

O futuro em construção

Espaço, a fronteira final… Por mais de 40 anos, essa frase foi o prelúdio de um fenômeno cultural sem precedentes na história do entretenimento. Capaz de mobilizar legiões de fãs e interferir nas decisões dos altos executivos dos estúdios de televisão e cinema. E a frase ensaia um triunfal retorno de Jornada nas Estrelas (Star Trek, 2009), filme que pretende recriar para o público do novo milênio a milionária franquia, seguindo os passos de 007 e Batman reinventados com sucesso no cinema, nos últimos anos.

A Paramount Pictures, numa estratégia inesperada até mesmo para os fãs mais radicais, contratou J.J. Abrams para assumir a produção do décimo primeiro filme da franquia espacial, batizado simplesmente de Jornada nas Estrelas (Star Trek), numa clara referência de que veremos um recomeço. Abrams tornou-se um produtor cada vez mais celebrado por causa do sucesso de suas séries de TV, Felicity, sobre relacionamentos adolescentes, Alias, uma James Bond de saias, e, principalmente, Lost, o drama de sobreviventes numa estranha ilha. Além dos mais recentes sucessos Fringe e Seis Degraus. A criatividade de Alias chamou atenção do astro Tom Cruise que contratou JJ para cuidar do terceiro, Missão: Impossível. O resultado positivo abriu os olhos dos executivos do estúdio.
Leia o resto deste post

Tom Cruise trama para matar Hitler

Astro de filmes como O Último Samurai e Missão: Impossível, Tom Cruise, assume grande responsabilidade ao apostar no suspense Valquíria (Valkyrie, 2009) de Bryan Singer. O filme, baseado em fatos verídicos, mostra uma operação secreta durante a Segunda Guerra Mundial em que membros do alto escalão nazista planejam matar Hitler. Cruise e sua sócia Paula Wagner recriaram o combalido estúdio United Artists para a produção de grandes projetos no cinema. Mas o filme de estréia Leões e Cordeiros (Lions for Lambs, 2007), estrelado pelo astro e produtor não foi bem nas bilheterias. Portanto, ele depende do sucesso do novo suspense para provar a força do estúdio.

Leia o resto deste post

Justiceiro segue trilha de vingança em meio a polêmica

Rumores sugerem que a diretora Lexi Alexander foi afastada do novo filme do Justiceiro – Diário de Guerra (Punisher: War Zone, 2009) pela produtora Lionsgate e a editora Marvel. Os rumores esquentaram quando muitos perceberam a ausência da diretora durante a convenção de quadrinhos Comic Con de San Diego, onde foi apresentado o novo trailer do filme. Entretanto, a produtora Gale Anne Hurd tratou de desconversar, explicando ao público que Alexander não foi ao evento por estar numa viagem em lua de mel. Pra complicar, o blog mantido pela diretora Lexi Alexander ficou em branco. Caso seja confirmada a notícia, Alexander não será a primeira a largar o barco. O roteirista Kurt Sutter saiu meses antes e ainda pediu para retirarem seu nome dos créditos do filme alegando que alteraram demais o roteiro em relação ao seu trabalho.

Leia o resto deste post

Tumba do imperador chinês volta a vida

Quando Rachel Weisz leu o roteiro escrito por Alfred Gough e Miles Millar, a dupla responsável por Smallville, ela logo desistiu de retomar o papel da exploradora Evie O´Connell no novo filme A Múmia 3 – A Tumba do Imperador Dragão (The Mummy: Tomb of the Dragon Emperor). Os produtores então escolheram Maria Bello, de Torres Gêmeas e The Cooler – Quebrando a Banca, para o papel de Evie, esposa do aventureiro Rick O´Connell, interpretado por Brendan Fraser, de Jornada ao Centro da Terra e Crash – No Limite. O intrépido casal volta a confrontar com múmias, desta vez, no extremo oriente, quando encontram a tumba do imperador chinês Han, feito pelo astro das artes marciais, Jet Li, de O Confronto e Máquina Mortífera IV. Eles precisam impedir o imperador de reunir seu exército de dez mil guerreiros para conquistar o mundo e ainda devem enfrentar a Feiticeira Zijuan, (Michelle Yeoh, de O Tigre e o Dragão), numa louca perseguição das catacumbas da China até a cordilheira do Himalaia.

Leia o resto deste post

Oliver Stone alimenta controvérsia com filme sobre Bush

Depois de retratar os presidentes John Fitzgerald Kennedy (JFK, 1991) e Richard Nixon (Nixon, 1995) nas telas, investigar os pesadelos e anseios da sociedade norte americana com Platoon (1986), Wall Street – Poder e Cobiça (1987) , Talk Radio – Verdades que Matam (1988), Assassinos por Natureza (1994), Torres Gêmeas (2006) e tantos outros filmes polêmicos, Oliver Stone decide realizar uma cine biografia sobre o atual presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, entitulado apenas com uma letra, W. (2008). O título não precisa de mais nada. Apesar de Stone prometer que seu novo trabalho não será polêmico, algo difícil de acreditar quando analisamos sua filmografia, a determinação do diretor em procurar lançar o filme antes das eleições torna a declaração suspeita.

Leia o resto deste post

Futuro revela exército de exterminadores

Grande parte do fascínio exercido pela cine série Exterminador do Futuro era imaginar como seria o mundo mergulhado no caos pós-apocalíptico promovido pelas máquinas para eliminar a humanidade da face da Terra. O público captava fragmentos dessa realidade através de relatos daqueles que chegaram do futuro ou de flashes e pesadelos mostrados comedidamente nos três filmes da série e com o seriado de TV, As Crônicas de Sarah Connor lançado em 2007. Entretanto, o novo projeto do diretor Joseph “McG” McGinty (As Panteras) promete mergulhar nesse futuro caótico e mostrar o confronto dos sobreviventes humanos em 2018, liderados pelo heróico John Connor em sua contínua luta contra as máquinas, controladas pelo super computador de inteligência artificial Skynet em Exterminador do Futuro – Salvation (Terminator Salvation, 2009).
Leia o resto deste post

Mais clones nas estrelas

Feliz com o sucesso dos curtas animados produzidos por Genndy Tartakovsky (Laboratório de Dexter) para o Cartoon Network dentro do universo de Guerra nas Estrelas, George Lucas, o idealizador de toda a saga espacial continua investindo no filão com outra série com episódios curtos, Star Wars – The Clone Wars (Idem, 2008), agora em animação tridimensional, para explorar melhor o conflito bem conhecido pelos fãs como Guerras Clônicas, onde um exército de clones é utilizado politicamente pelas lideranças para estabelecer as bases de um império intergalático, enquanto tentam sufocar os movimentos separatistas. Em meio ao conflito, os cavaleiros Jedi lutam para manter o equilíbrio da situação.

Leia o resto deste post

Um grande salto para os chimpanzés

A corrida espacial agora conta com um novo grupo competidor. São os chimpanzés treinados pela Nasa para explorar a vastidão do universo em Micos no Espaço (Space Chimps, 2009), uma movimentada animação dirigida pelo estreante Kirk De Micco, numa produção da Odyssey Entertainment para os estúdios Fox. A animação, que mistura Os Eleitos com Planeta dos Macacos, conta com os astros Andy Samberg, Patrick Warburton, Jeff Daniels e Stanley Tucci para dublar as vozes do elenco principal de símios.

Leia o resto deste post

Muito além do deserto

Paulo Caldas contribuiu decisivamente para a retomada do cinema pernambucano nos anos 90, quando dirigiu com Lírio Ferreira, O Baile Perfumado (Nacional, 1997). Também realizou Rap do Pequeno Príncipe Contra as Almas Sebosas, O (Nacional, 2000) junto com Marcelo Luna. No entanto, seu primeiro trabalho sozinho na direção é Deserto Feliz (Nacional, 2007), uma co-produção com a Alemanhã. O roteiro, feito em parceria com Marcelo Gomes, Xico Sá e Manuela Dias, expõe as mazelas de nossa sociedade ao retratar a vida de Jéssica, uma jovem de 14 anos, interpretada com grande desenvoltura pela estreante Nash Laila. Ela vive na cidade de Deserto Feliz, no sertão pernambucano, até ser violentada pelo padrasto, sob o olhar silencioso da mãe. Jéssica, então, foge para o Recife, onde passa a trabalhar no turismo sexual, sonhando com um estrangeiro que possa tirá-la daquela condição. É quando conhece Mark (Peter Ketnath), um turista alemão que interfere em seu destino.

Leia o resto deste post

Nazistas querem retomar o poder

Com a absurda premissa da fuga de tropas nazistas, durante o final da Segunda Guerra Mundial, para uma base avançada na Lua, onde ficam até 2018 quando os descendentes decidem retornar em discos voadores para invadir a Terra, um grupo de jovens finlandeses prepara a comédia de Ficção Científica, Iron Sky (Rautataivas, 2009), Céus de Ferro, em português. Para realizar a animação tridimensional, os produtores contam com a participação colaborativa dos internautas para fazer cada trecho do filme prometido para 2009. Eles fizeram antes o divertido Star Wreck, paródia da série Jornada nas Estrelas, utilizando os mesmos recursos e iniciaram a produção de Iron Sky em 2006.

Leia o resto deste post

O eterno coveiro assombra até a alma

Pioneiro do terror no cinema brasileiro, José Mojica Marins, mais conhecido como Zé do Caixão, retorna com sucesso ao gênero com Encarnação do Demônio (Nacional, 2008), filme vencedor do trofeu Menina de Ouro do primeiro Festival de Cinema de Paulínia nas categorias de Melhor Filme (Escolha popular e escolha do Juri), Trilha Sonora, Fotografia, Direção de Arte, Montagem e Edição de Som, superando concorrentes como Feliz Natal, estréia na direção do ator Selton Mello, o documentário Pindorama – A Verdadeira História dos Sete Anões dirigido a seis mãos por Roberto Berliner, Leo Crivelare e Lula Queiroga e Os Desafinados, comédia dramática de Walter Lima Jr. com Rodrigo Santoro, Selton Mello e Claudia Abreu.

Leia o resto deste post

Suki na Ongaku

Blog com letras de minhas músicas japonesas preferidas

A Taverna

Histórias fantásticas e Dicas de Escrita!

Don Silvio

Comentando

Priscila.T.Therese Official

"we are lifelong learners " Nós somos eternos aprendizes "

enjuadinha

Momentos da vida

Livros do Coração

Resenhas de livros, filmes, teatro e cultura em geral

felicisses.wordpress.com/

Compartilhando coisas legais!

Entre nos Mundos

Compartilhando as minhas visitas em outros mundos.

Just One More

Café, Livros, Estudos e Mundo

Uma borboleta leitora

Como borboletas, voamos pelas páginas dos livros...

Liberte-se.

Meu nome é Hellen, tenho 18 anos e aqui escrevo sobre coisas que me interessam.

Emilly Vass

Blog Literário

Literatura Doccar

Blog Literário

Auê Cultural

A casa de todos, de todas as tribos

Vendas Digitais

Curta, compartilhe e deixe seu e-mail

Contos Noturnos

Contos da amante noturna