Arquivos do Blog

Literatura em luto, adeus a Harper Lee e Umberto Eco

umbertoeco harperlee

Uma sexta feira de fevereiro, dia 19, deixou a literatura de luto. A escritora norte americana Harper Lee ganhadora do Prêmio Pulitzer de Ficção em 1961, pelo romance clássico O Sol é Para Todos, faleceu aos 89 anos, enquanto o escritor, semiólogo, filósofo e professor italiano Umberto Eco, mais conhecido por seu romance histórico, O Nome da Rosa, faleceu aos 84 anos. Perdas irreparáveis. Harper Lee tinha uma vida reclusa e escreveu apenas dois livros, ambos marcantes. Seu primeiro livro tornou-se o clássico premiado O Sol é Para Todos e apresenta um advogado branco e bem sucedido, com uma visão idealizada da Justiça que enfrenta o preconceito para provar a inocência de um réu negro, num Tribunal do sul dos Estados Unidos. O advogado é retratado através do olhar da filha, com uma mescla de inocência e ingenuidade, o que enfatiza o idealismo presente. Pai e filha são romanceados com base em fragmentos das memórias da autora, extraídos de sua própria vida. Talvez, por isso, o livro tenha um texto tão envolvente, intenso e emocional. Capaz de cativar seus leitores e ser considerado um dos melhores romances norte americanos do século XX. Resultou num filme igualmente importante de 1962. O segundo livro de Lee foi engavetado. Demorou décadas para ser descoberto e foi lançado em 2015, com grande sucesso, por ser uma continuação direta do romance clássico, Vá e Coloque um Vigia. Apesar das críticas negativas, o novo livro tornou-se o livro mais vendido nos Estados Unidos do ano passado. Promete ser um novo clássico.

Leia o resto deste post

Anúncios

Veja nossa dica de autores de destaque para o dia do escritor

Writer

Apesar da multiplicação das mídias, dos meios e formatos de comunicação, a literatura continua mostrando sua força e longevidade, influenciando as demais artes e formas de entretenimento. No dia do escritor, a Maracutaia Livros preparou uma seleção de autores que conquistaram a notoriedade nos últimos anos ou permanecem relevantes ao longo de décadas.

Alan Moore – Mestre dos quadrinhos. Escritor britânico que ganhou notoriedade com seu estilo rebelde e suas histórias revolucionárias para o meio. Ajudou a elevar o status dos quadrinhos como arte. Escreveu os quadrinhos V de Vingança (1982-85), Miracleman (1982-84), recriou com maestria o personagem Monstro do Pântano (1984-87) e sacudiu o mercado com Watchmen (1986-87). Fez ainda Batman – A Piada Mortal (88), Do Inferno (1989-96), A Liga Extraordinária (99), Promethea (1999-05), entre tantas obras importantes. Venceu nove vezes como Melhor Roteirista, o Prêmio Eisner, considerado o Oscar dos quadrinhos. Muitos de seus trabalhos foram adaptados para o cinema e repudiados pelo próprio autor;

Carolina Munhoz – Jornalista e escritora paulista. Apaixonada pela série Harry Potter, logo foi eleita a Melhor Escritora Jovem pelo Prêmio Jovem Brasileiro e seu último livro foi eleito o Melhor do Ano pela Revista Atrevida. Escreveu os livros A Fada (05), O Inverno das Fadas (12) e Feérica (13) no gênero literatura fantástica conquistando o público infanto juvenil e tornando-se Best Seller nacional. Escreveu ainda O Reino das Vozes Que Não se Calam (14) em parceria com a atriz Sophia Abrahão. Conquistou o Prêmio Jovem Brasileiro de 2011, Destaques Literários de 2012, Saga Awards 2014, Geração Z Awards 2014, Atrevida Awards 2014, Oscar Literário 2015 e Vox Populi Shorty Awards. Atualmente, é casada com o igualmente popular escritor Raphael Draccon. O próximo livro dela, Por um Toque de Ouro (15), é aguardado com expectativa pelo público;

Chris Claremont – Mestre dos quadrinhos. Escritor britânico, garoto prodígio da Editora Marvel quando assumiu em 1976, os roteiros de uma revista que havia sido cancelada antes, os X-Men. Claremont elevou o grupo mutante ao estrelato e estabeleceu as bases das histórias, depois adaptadas para o cinema. Ele passou 16 anos ininterruptos escrevendo as edições mensais dos X-Men, além de especiais. Enquanto, ao mesmo tempo, escrevia diversos outros títulos mensais da editora como os grupos derivados dos X-Men, Novos Mutantes, X-Factor, Excalibur, X-Force, Wolverine, etc, etc. Escreveu ainda edições de Vingadores, Homem Aranha, Mulher Aranha, Marvel TeamUp e Ms Marvel. Entre as melhores histórias dos X-Men, ele escreveu a Saga da Fenix Negra (80), Dias de um Futuro Esquecido (1981), Deus Ama e o Homem Mata (82), Guerras Asgardianas (85) e tantas outras. Escreveu ainda uma série de livros de ficção científica, First Flight (87), Grounded! (91), e Sundowner (94). Em 1991, quando a Editora Marvel lançou a revista X-Men nº1, com roteiro de Claremont e desenhos de Jim Lee, foi um sucesso estrondoso. O exemplar permanece até hoje no Livro dos Recordes como a revista em quadrinhos mais vendida de todos os tempos, alcançando a marca de 8 milhões de cópias, apenas nos Estados Unidos, sem falar nas republicações e traduções para outros países. Suas histórias foram adaptadas para o cinema, através dos filmes dos X-Men;

Diana Gabaldon – Zoóloga e escritora norte-americana, conhecida pela série de livros Outlander – A Viajante do Tempo (1991) que atualmente conta com oito volumes e foi adaptada como série de TV pelo canal pago Starz. Ela escreveu ainda uma série de livros focada no personagem Lord John, ligado a série Outlander e diversos contos. A inspiração para Outlander surgiu quando a autora assistiu um episódio da série britânica de ficção científica, Doctor Who, chamado The War Games (Os Jogos de Guerra). Na trama, numa das viagem do tempo do Doutor, ele foi para 1745 e conheceu um jovem escocês chamado Jamie McCrimmon. O personagem e o cenário serviu de inspiração para Gabaldon escrever o primeiro livro da série Outlander, lançado em 1991. A autora ganhou diversos prêmios com o romance. Entre eles, o Romance Writers of America de 1991;

Leia o resto deste post

Dica de Leitura – O Nome da Rosa – Umberto Eco – 1980

O Nome da Rosa – Umberto Eco

Dica de Leitura

Livro – O Nome da Rosa

Autor – Umberto Eco

Ano de Publicação – 1980

País – Itália

Numa trama de suspense e mistério em plena Idade Média, o frade franciscano Willian de Baskerville, assessorado pelo noviço Adso de Melk, precisa investigar uma série de crimes enigmáticos, ocorridos dentro de uma Abadia, num contexto em que os monastérios armazenavam livros e guardavam todo o conhecimento. Entretanto, as obras com ideias rejeitadas pela igreja cristã da época eram proibidas, condenadas e consideradas apócrifas. A simples leitura delas seria considerado heresia. O sobrenome do frade Baskerville é uma clara referência ao livro O Cão dos Baskervilles, uma das famosas aventuras de Sherlock Holmes, o mais popular detetive da literatura. O livro de Umberto Eco foi adaptado para as telas num filme de 1986, dirigido por Jean-Jacques Annaud, com Sean Connery e F. Murray Abraham.

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

O Tudo

Para conhecer diversas curiosidades sobre tudo

Suki na Ongaku

Blog com letras de minhas músicas japonesas preferidas

Roberto Luiz Ribeiro

Poesia alternativa-marginal-independente e gratuita

A Taverna

Histórias fantásticas e Dicas de Escrita!

Don Silvio

Comentando

Codéx Secreto Blog

"we are lifelong learners " Nós somos eternos aprendizes "

enjuadinha

Momentos da vida

Livros do Coração

Resenhas de livros, filmes, teatro e cultura em geral

felicisses.wordpress.com/

UM POUCO SOBRE LIVROS, FILMES, SÉRIES E ASSUNTOS ALEATÓRIOS

Uma borboleta leitora

Como borboletas, voamos pelas páginas dos livros...

Liberte-se.

Meu nome é Hellen, tenho 18 anos e aqui escrevo sobre coisas que me interessam.

Emilly Vass

Blog Literário

Literatura Doccar

Blog Literário

Auê Cultural

A casa de todos, de todas as tribos

Contos Noturnos

Contos da amante noturna