Arquivos do Blog

Nova plataforma de streaming divide diretores famosos em Hollywood e ameaça o cinema

Popcorn Home

Enquanto Batman disputa com Superman nas telas e Capitão América prepara-se para enfrentar o Homem de Ferro, Hollywood vive o seu conflito mais épico nos bastidores. Diretores versus diretores. Estúdios versus Exibidores. Tudo começou quando Sean Parker veio com uma proposta inusitada. Seu novo projeto Screening Room propõe abolir as tradicionais janelas de exibição e lançar os filmes nos cinemas e nas residências dos espectadores, ao mesmo tempo. O espectador teria um custo de US$ 150 dólares (cerca de R$ 600 reais) para a instalação de um conversor em sua casa, com o objetivo de evitar a pirataria e uma taxa por filme de US$ 50 dólares (cerca de R$ 200,00) que seria disponibilizado por 48 horas via streaming. Na estrutura do novo serviço, parte do valor arrecadado com o aluguel seria pago aos distribuidores e exibidores, de forma compensatória. Os grupos exibidores começaram a reclamar com cartas abertas ao público exigindo que a primazia do cinema e as janelas fossem respeitadas, que novidades como essa deveriam ser negociadas também com os exibidores e que os Estúdios deveriam boicotar o serviço. Grandes diretores como Steven Spielberg (Indiana Jones), Martin Scorsese (A Invenção de Hugo Cabret), Peter Jackson (O Hobbit), Taylor Hackford (Advogado do Diabo), J.J. Abrams (Star Wars – O Despertar da Força), Ron Howard (No Coração do Mar) e Brian Grazer (Produtor da série 24 Horas) declararam apoio ao projeto porque entendem que o serviço permitiria expandir a audiência para um público que não costuma ir aos cinemas. Se dividir o valor (salgado) do ingresso com várias pessoas, sairia mais barato do que pagar ingresso para cada um ver o filme nas telas. Além disso, as pessoas não enfrentariam trânsito, filas, estacionamento, não teriam que contratar babás para seus filhos e veriam o filme no conforto de suas casas. Howard defendeu:  “A Screening Room é a única solução que envolve todas as peças da indústria: exibidores, estúdios e diretores. O modelo é justo, equilibrado e oferece vantagem para toda a indústria que amamos”. Mas nem todos concordam.

Leia o resto deste post

Anúncios

Martin Scorsese e Kenneth Kenneth Branagh podem realizar Macbeth

macbeth

Kenneth Branagh tem uma carreira cinematográfica ligada a William Shakespeare. O diretor inglês realizou diversas adaptações para as telas do clássico escritor como Henrique V (1989), Muito Barulho Por Nada (1993) e a versão mais completa de Hamlet (1996). Colaborou ainda como ator em Othelo (1995). Portanto, não surpreende seu interesse em realizar Macbeth, ao lado do diretor norte americano Martin Scorsese. Entretanto, as negociações estão em seu estágio inicial. O roteiro seria adaptado da peça recriada por Branagh, enfatizando batalhas e conflitos. A versão de Branagh e Scorsese rivalizaria outra adaptação, atualmente em filmagem, que reúne Michael Fassbender e Marion Cotillard sob a direção de Justin Kurzel, prevista para estrear esse ano.

Leia o resto deste post

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

O Tudo

Para conhecer diversas curiosidades sobre tudo

Suki na Ongaku

Blog com letras de minhas músicas japonesas preferidas

Roberto Luiz Ribeiro

Poesia alternativa-marginal-independente e gratuita

A Taverna

Histórias fantásticas e Dicas de Escrita!

Don Silvio

Comentando

Codéx Secreto Blog

"we are lifelong learners " Nós somos eternos aprendizes "

enjuadinha

Momentos da vida

Livros do Coração

Resenhas de livros, filmes, teatro e cultura em geral

Uma borboleta leitora

Como borboletas, voamos pelas páginas dos livros...

Liberte-se.

Meu nome é Hellen, tenho 18 anos e aqui escrevo sobre coisas que me interessam.

Emilly Vass

Blog Literário

Literatura Doccar

Blog Literário

Auê Cultural

A casa de todos, de todas as tribos

Contos Noturnos

Contos da amante noturna