Arquivos do Blog

Primeiros passos para um escritor publicar seu livro – Registrar o ISBN

ISBN_Detalhes

Depois do escritor tirar o registro de Direitos Autorais de sua obra, como visto aqui, o passo seguinte deveria ser registrar o ISBN (Internacional Standard Book Number / Número Padrão Internacional de Livro). Um sistema identificador único para livros e publicações não-periódicas que tornou-se um padrão utilizado globalmente. O objetivo da numeração é a identificação numérica de um livro, segundo seu título, autor, país (ou código de idioma) e a editora, individualizando inclusive edições diferentes de uma mesma obra. Portanto, cada publicação impressa, software e livro eletrônico deve ter seu registro. As revistas não são aceitas para registro do ISBN. Para as revistas é atribuído o ISSN, (International Standard Serial Number / Número Padrão Internacional para Publicações Seriadas). Conheça a relação de publicações que recebem o ISBN aqui e a relação de publicações que não recebem o ISBN aqui.

Onde solicitar o ISBN de uma obra no Brasil?

Na Agência Brasileira do ISBN, entidade da Biblioteca Nacional (BN), localizada no Rio de Janeiro, responsável por gerenciar e atribuir o número de identificação aos livros editados no país. Qualquer livro vendido em Livrarias ou disponível em Bibliotecas no Brasil deve apresentar o registro do ISBN, identificado juntamente com o código de barras. O autor ou editor pode fazer a solicitação do ISBN, sendo um registro para cada obra, desde que esteja cadastrado junto a Agência. Em Portugal, a entidade responsável é a Agência Portuguesa do ISBN (APEL).

O que significa a composição dos números do ISBN?

Prefixo para o Brasil de 978 e 979. Os registros do ISBN antes, mantinha uma numeração de 10 dígitos. Desde 2007, a numeração passou a ter 13 dígitos e foi adotado o prefixo 978 e 979 no Brasil como complementação, permitindo a ampliação da capacidade de registro de obras no pais, devido ao aumento no quantitativo de edições publicadas, principalmente, no contexto atual, de facilidade dos processos de publicação de livros impressos e eletrônicos e de difusão através da Internet;

Identificador de grupo linguístico ou nação. No Brasil, é 85. Para se ter uma ideia, os identificadores de grupo com um dígito são: 0 ou 1 para países de língua inglesa; 2 para a língua francesa, 3 para a língua alemã, 4 para o Japão, 5 para a língua russa, 7 para a República Popular da China. Enquanto o Brasil é 85, Portugal fica com o 972.

Leia o resto deste post

Primeiros passos para um escritor publicar seu livro – Registrar os direitos autorais

internet01

Para um escritor no Brasil com um livro pronto, digital ou impresso, ansioso para disponibilizar sua obra para o público leitor, em busca de uma editora tradicional ou de autopublicação, ai vai um conselho importante. Não mostre sua obra a ninguém ou não encaminhe para nenhuma empresa, antes de tirar os direitos autorais. Somente após resolvida a questão dos direitos do autor, o passo seguinte será realizar o cadastro para retirar o ISBN (Internacional Standard Book Number / Número Padrão Internacional de Livro). Os procedimentos para isso são relativamente simples e com custos acessíveis. O registro do direito autoral é necessário para evitar que sua obra seja plagiada ou garantir que haja algum tipo de compensação para o autor original, em casos de plágio. Além disso, o registro da obra é fundamental para registrar o ISBN, independente de ser uma obra digital ou impressa. Por outro lado, o registro da obra não é obrigatório para o autor. É uma questão de escolha.

Imagine que você escreve o próximo livro com potencial de sucesso equivalente a saga de Harry Potter e publica através de editora, blog, plataforma de autopublicação, rede social de escritores, etc, mas sem tirar os direitos autorais. O livro começa a fazer sucesso, gerar audiência, comentários, indicações, boca-a-boca, entrevistas, vender exemplares, chamar a atenção da imprensa, da mídia, ganhar prêmios (sonhar não custa nada). Então, vem um Zelelé sabichão, de uma dessas cidades tipo Marapominga qualquer, que ninguém sabe onde fica (essa, porque não existe). O tal Zelelé tira os direitos autorais de sua obra e te processa porque ele registrou na sua frente e, claro, a lei estará do lado do Zelelé, confiando que ele seja o autor da obra, exigindo e retirando de você todos os louros, fama, fortuna e sucesso, resultante da obra que, na verdade, é sua. Já era. Mas a solução não está longe.

Leia o resto deste post

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

O Tudo

Para conhecer diversas curiosidades sobre tudo

Suki na Ongaku

Blog com letras de minhas músicas japonesas preferidas

Roberto Luiz Ribeiro

Poesia alternativa-marginal-independente e gratuita

A Taverna

Histórias fantásticas e Dicas de Escrita!

Don Silvio

Comentando

Codéx Secreto Blog

"we are lifelong learners " Nós somos eternos aprendizes "

enjuadinha

Momentos da vida

Livros do Coração

Resenhas de livros, filmes, teatro e cultura em geral

felicisses.wordpress.com/

UM POUCO SOBRE LIVROS, FILMES, SÉRIES E ASSUNTOS ALEATÓRIOS

Uma borboleta leitora

Como borboletas, voamos pelas páginas dos livros...

Liberte-se.

Meu nome é Hellen, tenho 18 anos e aqui escrevo sobre coisas que me interessam.

Emilly Vass

Blog Literário

Literatura Doccar

Blog Literário

Auê Cultural

A casa de todos, de todas as tribos

Contos Noturnos

Contos da amante noturna