Arquivos do Blog

Mulheres marcantes nos quadrinhos – Quarta Parte

 

Woman HQ04

A Editora Marvel com seu repertório de personagens interessantes tem um verdadeiro exército de tipos masculinos e femininos marcantes que ganham mais visibilidade ao abraçar outras mídias como games, animações, seriados e, principalmente, os filmes no cinema. Continuamos a conhecer as personagens femininas marcantes da editora, mostrando agora as mais poderosas.

Fênix – Sem dúvida, a mais poderosa personagem da Editora Marvel. Mais do que Hulk, Thor, Galactus, Thanos. Não importa se for comparada a heróis ou vilões. De jovem ingênua e suburbana, chamada Jean Grey, acolhida pela Escola de Super Dotados do Professor Xavier. Membro fundador do grupo X-Men, dedicado aos mutantes, ao lado de Cíclope, Fera, Anjo e Homem Gelo. Adotou a identidade de Garota Marvel. Sua estreia foi na revista X-Men nº 1, de setembro de 1963, criação dos lendários Stan Lee e Jack Kirby. Inicialmente, os poderes de Jean revelaram telepatia e telecinésia. Capaz de rivalizar o próprio Xavier, seus poderes evoluíram, cresceram. Para salvar os companheiros do confronto com os terríveis sentinelas, ela precisou fazer um sacrifício decisivo. Morreu para ressuscitar como uma Fênix. Mas a nova Jean Gray estava diferente. Antes ingênua e delicada, ela passou a ser seduzida pelo mal, pela sede de poder. Os relacionamentos em sua volta já não tinham o mesmo significado. Mas essa sede de poder a transforma num risco. Para os amigos, parentes, para os X-Men e para o mundo. Entretanto, Xavier procura manter esse poder sobre controle. Até eles confrontarem o Clube do Inferno. Esse conflito desperta nela, instintos mais primitivos, desejos secretos e sua fome por mais poder. Uma única viagem a leva em direção a estrelas distantes. Em sua busca por poder, ela devora um sol. Elimina mundos e civilizações inteiras. O sinal de alerta foi dado ao Universo. E ela volta rumo a Terra. Ainda com sede de poder. Os X-Men estão lá para acolhê-la ou confrontá-la. O Professor Xavier consegue ainda bloquear essa versão sombria da Jean Gray, a Fênix Negra, mas ela precisa responder por seus crimes com a chegada da frota imperial de Shi’ar. Parte dessas histórias englobam a fase clássica dos X-Men conhecida como A Saga da Fênix Negra, tida como um dos maiores clássicos produzidos pela Editora Marvel, criada por Chris Claremont com arte de Dave Cockrum e John Byrne. Nas sagas seguintes de diversos grupos mutantes, Jean Gray, surge, ressurge, ressuscita, morre, surge clonada, aparece em sonho, vem do passado, de realidade alternativa. A verdade é que a personagem foi tão impactante nas histórias do super grupo que os autores sempre tentam meios de trazer de volta. Diversas encarnações dos X-Men em outras mídias, também contam com a presença da jovem mutante. No cinema, em quase todos os filmes dos X-Men, Jean Gray está presente, sendo interpretada por Famke Janssen.

Leia o resto deste post

Anúncios
The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

O Tudo

Para conhecer diversas curiosidades sobre tudo

Suki na Ongaku

Blog com letras de minhas músicas japonesas preferidas

Roberto Luiz Ribeiro

Poesia alternativa-marginal-independente e gratuita

A Taverna

Histórias fantásticas e Dicas de Escrita!

Don Silvio

Comentando

Codéx Secreto Blog

"we are lifelong learners " Nós somos eternos aprendizes "

enjuadinha

Momentos da vida

Livros do Coração

Resenhas de livros, filmes, teatro e cultura em geral

Felicisses

Um pouco sobre livros, filmes, séries e assuntos aleatórios.

Entre nos Mundos

Compartilhando as minhas visitas em outros mundos.

Uma borboleta leitora

Como borboletas, voamos pelas páginas dos livros...

Liberte-se.

Meu nome é Hellen, tenho 18 anos e aqui escrevo sobre coisas que me interessam.

Emilly Vass

Blog Literário

Literatura Doccar

Blog Literário

Auê Cultural

A casa de todos, de todas as tribos

Contos Noturnos

Contos da amante noturna