Romance de escritor vietnamita Viet Thanh Nguyen vence Prêmio Pulitzer 2016

sympatizer_pulitzer

A história de um espião comunista infiltrado nos Estados Unidos, levando uma vida dupla em Los Angeles, vence o prêmio Pulitzer de ficção, entre as categorias de literatura. O prêmio, concedido anualmente pela Universidade de Colúmbia, Nova York, foi para o autor vietnamita Viet Thanh Nguyen, por seu romance de estréia, The Sympathizer (O Simpatizante). O espião, protagonista do romance, é meio vietnamita, meio francês e vive dividido entre dois países, o Vietnã e os Estados Unidos. De suas lembranças, a Guerra do Vietnã e a queda do governo é retratada sob o ponto de vista de um olhar estrangeiro. Apesar de conquistar o prêmio, Nguyen sabe como é difícil atrair o público e o mercado literário com personagens de outras raças e culturas. “Se eu tivesse escrito um livro para o público branco norte americano, eu teria ganho muito dinheiro e teria atraído o interesse de muito mais editores”, apontou o autor. Ainda não há previsão de lançamento do romance no Brasil.

Conheça todos os vencedores do prêmio Pulitzer 2016:

Literatura e Música:

  • Ficção — The Sympathizer, de Viet Thanh Nguyen;
  • Teatro — Hamilton, de Lin-Manuel Miranda;
  • História — Custer’s Trials: A Life on the Frontier of a New America, de T.J. Stiles;
  • Biografia — Barbarian Days: A Surfing Life, de William Finnegan;
  • Poesia — Ozone Journal, de Peter Balakian;
  • Não-ficção — Black Flags: The Rise of ISIS, de Joby Warrick;
  • Música — In for a Penny, In for a Pound, de Henry Threadgill.

Jornalismo:

  • Serviço Público — The Associated Press;
  • Reportagem de Última Hora — The Los Angeles Times;
  • Reportagem de Investigação — Leonora LaPeter Anton e Anthony Cormier, do The Tampa Bay Times, e Michael Braga, do The Sarasota Herald-Tribune;
  • Reportagem Explicativa — T. Christian Miller, do ProPublica, e Ken Armstrong, do The Marshall Project;
  • Reportagem Local — Michael LaForgia, Cara Fitzpatrick e Lisa Gartner, do The Tampa Bay Times;
  • Reportagem Nacional — The Washington Post;
  • Reportagem Internacional — Alissa J. Rubin, do The New York Times;
  • Feature Writing — Kathryn Schulz, do The New Yorker;
  • Comentário — Farah Stockman, do The Boston Globe;
  • Crítica — Emily Nussbaum, do The New Yorker;
  • Editorial — John Hackworth;
  • Cartoon — Jack Ohman, do The Sacramento Bee;
  • Fotografia de Última Hora — Tyler Hicks, Mauricio Lima, Sergey Ponomarev e Daniel Etter, do The New York Times, e Thomson Reuters;
  • Fotografia — Jessica Rinaldi, do The Boston Globe.

 

Anúncios

Publicado em 19 de abril de 2016, em Caracteres e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Vendas Digitais

Curta, compartilhe e deixe seu e-mail

Contos Noturnos

Contos da amante noturna

Ste

Aqui você vai encontrar sobre um pouco de tudo, principalmente livros. Conte com nossa sincera opinião sobre os livros, as séries e os filmes resenhados e citados.

Pão de Canela e Prosa

Onde as palavras têm sabor

marisbookshop

pensamentos de uma jovem.

Cara de Cotia

Meio divertida, por vezes filosófica, sempre confusa!

Meuus Fatos

literatura, resenhas , textos escritos por mim é indicações de livros.

Reclusidades Diárias

Esses são os meus olhos e com eles eu vejo o mundo. Quer ver comigo?

Eu, nós dois e todo mundo

Sobre amor e falta dele, otimismo, utopia e desconforto. Uma caricatura de pós-moderno em um mundo todo louco.

TraduQ

ideias e escritos traduzindo-nos

Desajustado

As (des)vantagens de ser!

%d blogueiros gostam disto: