Nova versão em filme de Death Note será bancado pela Netflix

Netflix_DeathNote

O popular serviço de streaming Netflix assumiu a produção do filme com elenco de Death Note (ou Caderno da Morte), adaptação do anime, produzido pelo estúdio japonês Madhouse, por sua vez, adaptado do mangá, criado por Tsugumi Ohba e Takeshi Obata. O projeto vinha sendo conduzido pelo Estúdio Warner Bros, que comprou os direitos da adaptação em 2009. Com roteiro de Jeremy Slater (do fracassado Quarteto Fantástico) e direção de Adam Wingard (Você é o Próximo, VHS e O ABC da Morte), o filme terá como casal protagonista, Nat Wolff (A Culpa é das Estrelas, Cidades de Papel) e Margaret Qualley (Palo Alto e a série Leftovers). Os nomes serão mantidos, apesar do estúdio Warner desistir da adaptação para focar em suas principais franquias do cinema, heróis da DC Comics, o mundo de Harry Potter, Sherlock Holmes (com Robert Downey Jr.) e as Aventuras Lego. As filmagens devem começar ainda esse ano, para lançamento em 2017.

O Netflix foi hábil em conseguir o projeto, porque a adaptação descartada pela Warner despertou o interesse de diversos outros estúdios de Hollywood. O serviço de streaming vem buscando projetos de filmes e séries ousados para lançar em sua plataforma e sabe do potencial da adaptação de Death Note por manter o anime japonês disponível em seu catálogo. Entretanto, a adaptação do Netflix não será a primeira versão com elenco do anime a chegar nas telas. Em 2006, foram lançados dois filmes japoneses, com mais uma continuação em 2008. Por fim, outra adaptação japonesa está em produção, com lançamento previsto para esse ano.

Na trama, o estudante Ligth Yagami encontra um misterioso caderno e descobre que ao escrever nele o nome de qualquer pessoa, ela morre momentos depois. O estudante passa a eliminar criminosos indiscriminadamente, com o objetivo de livrar o mundo do mal, mas desperta a atenção do veterano detetive conhecido apenas como L, um dos mais respeitados do mundo. O mangá foi publicado a partir de 2003, na revista semanal japonesa Weekly Shönen Jump, até maio de 2006, produzindo um total de doze volumes. Em 2006, a história foi adaptada como Anime, com 37 episódios. O filme do Netflix segue baseado nos três primeiros volumes de Death Note. A série completa foi publicada no Brasil pela Editora JBC.

Saiba mais

Hollywood prepara adaptação de Death Note com astro de Cidades de Papel

Hollywood de olho nos mangás, quadrinhos japoneses, Akira, Death Note e Ghost in the Shell

Netflix destaca o sucesso dos animes com anúncio de grandes lançamentos no catálogo

Anúncios

Publicado em 7 de abril de 2016, em Streaming e marcado como , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Vendas Digitais

Curta, compartilhe e deixe seu e-mail

Contos Noturnos

Contos da amante noturna

Ste

Aqui você vai encontrar sobre um pouco de tudo, principalmente livros. Conte com nossa sincera opinião sobre os livros, as séries e os filmes resenhados e citados.

Pão de Canela e Prosa

Onde as palavras têm sabor

marisbookshop

pensamentos de uma jovem.

Cara de Cotia

Meio divertida, por vezes filosófica, sempre confusa!

Meuus Fatos

literatura, resenhas , textos escritos por mim é indicações de livros.

Reclusidades Diárias

Esses são os meus olhos e com eles eu vejo o mundo. Quer ver comigo?

Eu, nós dois e todo mundo

Sobre amor e falta dele, otimismo, utopia e desconforto. Uma caricatura de pós-moderno em um mundo todo louco.

TraduQ

ideias e escritos traduzindo-nos

Desajustado

As (des)vantagens de ser!

%d blogueiros gostam disto: