Netflix contribui para derrubar a audiência dos canais de TV nos EUA em 2015

netflix-movies-expiring-jan-2014

Com informações sobre audiência mantidas sobre sigilo, só era possível especular sobre o sucesso da Netflix em relação as redes de TV abertas e pagas ou considerar a quantidade total de assinantes do serviço de streaming. Isso mudou com a divulgação da pesquisa da agência MoffettNathanson, noticiada pela revista Variety, a bíblia do cinema norte americano. Os dados mostram que as principais emissoras de TV abertas norte americanas foram as mais prejudicadas com a ascensão do Netflix. Em 2015, a CBS perdeu cerca de 42% de sua audiência, a Fox 35%, a ABC 32% e a NBC 27%. Os canais pagos também tiveram perdas. Tal fenômeno deve se repetir mundialmente, porque o serviço conseguiu atingir quase todos os países do mundo, no final de 2015. São 130 países, no total. A exceção é a China e alguns países em conflito como a Síria. O alcance quase global permitiu que empresa registrasse a marca de 75 milhões de assinantes, num crescimento contínuo e consistente. Estima-se que a empresa deve alcançar mais de 100 milhões de lares pelo mundo, em 2020, sem considerar os lares norte americanos.

A empresa criada em 1997 mudou o paradigma de assistir televisão e ganhou diversos concorrentes no segmento como o Hulu, a Amazon e a Apple TV, sem falar na mudança de estratégia do You Tube que terá uma versão paga, o You Tube Red. As emissoras de TV nos Estados Unidos, assim como no Brasil, estudam meios para frear ou confrontar o sucesso do Netflix. Enquanto isso, o popular serviço de streaming tem uma nova estratégia pela frente. Os executivos do serviço querem unificar gradualmente o conteúdo a nível global. Ou seja, o que for lançado na Espanha, também será nos Estados Unidos, Rússia, Brasil, em qualquer lugar. Para se ter uma ideia da diferença, os Estados Unidos dispõe de mais de 5 mil vídeos, enquanto o Brasil dispõe de cerca de 3 mil vídeos. Alguns países com o serviço recém lançado tem disponível menos de 10% do montante norte americano. No momento de renegociação dos contratos para exibição de filmes, séries, documentários e desenhos, os executivos do Netflix vão precisar incluir cláusulas para exibição global. O que permitirá ao serviço oferecer o mesmo conteúdo, do Polo Norte ao Polo Sul. Então, ninguém vai mais conseguir segurar o sucesso do Netflix e ofuscar as TVs tradicionais.

Saiba mais

Destaques e Novidades do Netflix – Março de 2016

TV Paga no Brasil perde assinantes para crise e para o Netflix

Faturamento do Netflix no Brasil em 2015 ultrapassa as emissoras SBT e Band

Anúncios

Publicado em 4 de março de 2016, em Streaming e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Don Silvio

Comentando

Priscila.T.Therese Official

"we are lifelong learners " Nós somos eternos aprendizes "

enjuadinha

Momentos da vida

Livros do Coração

Resenhas de livros, filmes, teatro e cultura em geral

felicisses.wordpress.com/

Compartilhando coisas legais!

Entre nos Mundos

Compartilhando as minhas visitas em outros mundos.

Just One More

Coffee & Books

Uma borboleta leitora

Como borboletas, voamos pelas páginas dos livros...

Liberte-se.

Meu nome é Hellen, tenho 18 anos e aqui escrevo sobre coisas que me interessam.

Literatura Doccar

Blog Literário

Emilly Vass

Blog Literário

Auê Cultural

A casa de todos, de todas as tribos

Vendas Digitais

Curta, compartilhe e deixe seu e-mail

Contos Noturnos

Contos da amante noturna

Ste

Aqui você vai encontrar sobre um pouco de tudo, principalmente livros. Conte com nossa sincera opinião sobre os livros, as séries e os filmes resenhados e citados.

%d blogueiros gostam disto: