Festival de Berlim 2016 premia documentário sobre refugiados

Berlinale

A crise dos refugiados na Europa tornou-se um tema primordial na edição deste ano do Festival de Berlim desde a lista dos filmes selecionados. O documentário italiano Fuocoammare (Fogo ao Mar), de Gianfranco Rossi, grande vencedor do Urso de Ouro de Melhor Filme do Festival, aborda a chegada de milhares de refugiados do Norte da África, na ilha italiana de Lampedusa. O filme foi escolhido pelo Juri do evento, presidido pela atriz norte americana, Meryl Streep, estrela de clássicos como Kramer vs. Kramer (1979) e A Escolha de Sofia (1982) e sucessos como O Diabo Veste Prada (2006) e Um Divã para Dois (2012). Dezoito filmes concorreram a premiação máxima. O Brasil foi representado no Festival pela diretora Anna Muylaert (Que Horas Ela Volta?), com seu novo filme Mãe Só Há Uma. Além de mais três filmes,  Muito Romântico, Antes o Tempo Não Acabava e Curumin.

Conheça os vencedores nas principais categorias do Festival de Cinema de Berlim 2016:

  • Urso de Ouro de Melhor Filme – “Fogo ao Mar” (Fuocoammare), Gianfranco Rossi – Itália/França;
  • Grande Prêmio do Júri (Urso de Prata) – “Morte em Sarajevo” (Smrt u Sarajevu), Danis Tanovic – França/Bósnia;
  • Prêmio Alfred Bauer (Urso de Prata de Longa-Metragem com Novas Perspectivas) – “Uma Canção de Ninar para um Triste Mistério” (Hele Sa Hiwagang Hapis), Lav Diaz – Filipinas;
  • Urso de Prata de Melhor Diretora – Mia Hansen-Love, “O Futuro” (L’Avenir) – França/Alemanha;
  • Urso de Prata de Melhor Atriz – Trine Dyrholm, “A Coletividade” (Kollektivet) – Dinamarca/Suécia/Holanda;
  • Urso de Prata de Melhor Ator – Majd Mastoura, “Hédi” (Inhebbek Hedi) – Tunísia;
  • Urso de Prata de Melhor Roteiro – Tomasz Wasilewski, “Estados Unidos do Amor” (Zjednoczone Stany Milosci)- Polônia/Suécia;
  • Urso de Prata de Contribuição Artística – Mark Lee Ping-Bing, câmera em “Crosscurrent” (Chang Jiang Tu), de Yang Chao – China;
  • Melhor Filme de Estreia – “Hédi” (Inhebbek Hedi), Mohamed Ben Attia – Tunísia;
  • Urso de Ouro de Melhor Curta-Metragem – “Balada de um Batráquio”, Leonor Teles – Portugal;
  • Mostra Panorama (Prêmio do Público) – “Junção 48” (Junction 48), Udi Aloni – Israel.

Saiba mais sobre o Festival de Berlim:

Novo filme da diretora de Que Horas Ela Volta? selecionado para o Festival de Berlim 2016

Festival de Berlim 2015 destaca iraniano Taxi de Jafar Panahi

Filme nacional Que Horas Ela Volta? vence prêmio no Festival de Berlim

Anúncios

Publicado em 22 de fevereiro de 2016, em Tapete Vermelho e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Suki na Ongaku

Blog com letras de minhas músicas japonesas preferidas

A Taverna

Histórias fantásticas e Dicas de Escrita!

Don Silvio

Comentando

Priscila.T.Therese Official

"we are lifelong learners " Nós somos eternos aprendizes "

enjuadinha

Momentos da vida

Livros do Coração

Resenhas de livros, filmes, teatro e cultura em geral

felicisses.wordpress.com/

Compartilhando coisas legais!

Entre nos Mundos

Compartilhando as minhas visitas em outros mundos.

Just One More

Café, Livros, Estudos e Mundo

Uma borboleta leitora

Como borboletas, voamos pelas páginas dos livros...

Liberte-se.

Meu nome é Hellen, tenho 18 anos e aqui escrevo sobre coisas que me interessam.

Emilly Vass

Blog Literário

Literatura Doccar

Blog Literário

Auê Cultural

A casa de todos, de todas as tribos

Vendas Digitais

Curta, compartilhe e deixe seu e-mail

Contos Noturnos

Contos da amante noturna

%d blogueiros gostam disto: