Editora espanhola Siloé decide republicar o livro mais misterioso do mundo

voynich-manuscript

Séculos de enigma em torno do livro considerado o mais misterioso do mundo continua sem solução. Mesmo assim, a editora espanhola Siloé decidiu republicar a relíquia conhecida como o Manuscrito Voynich. O livro, supostamente escrito durante a Idade Média, de 204 páginas, tem um texto indecifrável, escrito num idioma completamente estranho, sem ter sequer proximidade com nenhum idioma conhecido no mundo. A obra também é classificada como o livro que ninguém consegue ler. É impressionante, a naturalidade em que o texto aparenta ter sido escrito nas suas diversas páginas. Fraude criada por um gênio? Mensagem codificada para ludibriar inimigos? Linguagem élfica ou dos Smurfs? Diário de um extraterrestre? Tratado cabalístico para alquimistas? Ninguém ainda sabe a resposta. Porém, não foi por falta de interesse em investigar. Sabe-se que o livro foi escrito no início do Século XV, através de testes de datação em Carbono 14. A obra atravessou a história de forma obscura até ser redescoberta, no início do Século XX, pelo livreiro bibliófilo lituano de descendência polonesa, Michał Habdank-Wojnicz, que adotou nacionalidade britânica em 1904, após fugir da Rússia por questões políticas, mudando seu nome para Wilfrid Michael Voynich, nome pelo qual o manuscrito ficou conhecido. O livreiro passou o resto de sua vida tentando decifrar seu estranho achado, até falecer em 1930.

Voynich comprou o livro num colégio Jesuíta, em 1912, na Villa Mondragone, Itália, com a intenção de levar para apresentar em suas livrarias em Londres e em Nova York. O livro vinha acompanhado de uma carta que explica parte de sua história, escrita por Johannes Marcus Marci (1595-1667), reitor da Universidade de Praga e médico real de Rodolfo II da Germânia. Através da carta, Johannes encaminha o livro para Roma, ao amigo polígrafo Athanasius Kircher para que o decifrasse. No cabeçalho, o registro Praga, 19 de agosto de 1665. Johannes explica ainda que herdou o manuscrito de um amigo. Supostamente, um alquimista e colecionador de antiguidades Tcheco chamado Georg Baresch. O dono anterior, o Imperador Rodolfo II do Sacro Império Romano, adquiriu a obra, pagando uma fortuna na época, cerca de 600 Ducados, acreditando que se tratasse de algo escrito por Roger Bacon, filósofo inglês. Entretanto, não há nenhuma pista de quem escreveu essa raridade.

Ao analisar o livro, foram identificados cerca de 170 mil caracteres, num conjunto de 20 a 30 letras se repetem que devem compor o enigmático alfabeto. Pelos espaços, é possível identificar 35 mil palavras. O livro é dividido em cinco seções temáticas, como se fosse alguma enciclopédia ou almanaque e contém diversas ilustrações ao longo de suas páginas. A seção botânica, a mais extensa, contém 113 desenhos de plantas desconhecidas. A seção de astronomia ou astrologia apresenta diagramas e mapas celestes com estrelas e, talvez, signos zodiacais. A seção biológica mostra varias ilustrações de mulheres, como se representasse ciclos de alguma terapia ou procedimento. Elas ficam em contato com tubos ou banheiras. Na seção farmacológica ou medicinal, parecem haver figuras de células e micro-organismos. A última seção do livro contem apenas textos separados em parágrafos marcados com estrelas como se fosse algum tipo de índice ou lista de referências.

Ao longo do anos, muitos pesquisadores, linguistas, filósofos e criptógrafos tentaram traduzir o livro, sem nenhum sucesso. Alguns chegaram a anunciar a descoberta do enigma, mas tradução resultante deixou o texto sem sentido. Jorge Stolfi, professor de Ciência da Computação, da Universidade de Campinas, no Brasil, foi um dos pesquisadores. No ano passado, o engenheiro russo de radiotécnica militar, Nikolai Anichkin, afirmou ter a explicação sobre o livro. Segundo o pesquisador, a obra contem descrições de plantas encontradas em Asgard, localizada no território de Omsk, na Sibéria – Rússia. No local havia um grande templo com acesso secreto por passagens subterrâneas, no período em que o manuscrito supostamente foi escrito. O templo foi destruído em 1530. Ao analisar alfabetos eslavos em comparação com os caracteres do manuscrito, Anichkin afirma ter encontrado uma linguagem antiga com características semelhantes aos das letras da misteriosa obra. Com o alfabeto eslavo, o pesquisador afirma ter decifrado algumas palavras como Canhamo, Comida, Bebida, entre outras. Entretanto, seus resultados não foram confirmados. E a obra permanece um mistério secular.

O manuscrito foi citado em outras obras como parte de tramas de ficção ou especulação científica como o romance de terror Codex, de Roberto Salvidio, de 2008, o suspense O Manuscrito de Deus, de Michael Cordy, de 1997, o livro A História Está Errada, de Erich von Däniken, autor de Eram os Deuses Astronautas?, no sucesso O Símbolo Perdido, de Dan Brown, autor do BestSeller, O Código Da Vinci. O livro enigmático foi tema de um documentário do History Channel chamado O Misterioso Código Voynich. Enquanto isso, o manuscrito original repousa nas estantes da coleção de livros raros, registro MS 408 da Biblioteca Beinecke, da Universidade Yale, aguardando que alguém venha decifrar seus mistérios. Para conhecer o livro na íntegra, a Biblioteca escaneou a obra e disponibilizou na íntegra. Conheça o Manuscrito Voynich, clicando aqui.

Anúncios

Publicado em 26 de janeiro de 2016, em Caracteres e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Don Silvio

Comentando

Priscila.T.Therese Official

"we are lifelong learners " Nós somos eternos aprendizes "

enjuadinha

Momentos da vida

Livros do Coração

Resenhas de livros, filmes, teatro e cultura em geral

felicisses.wordpress.com/

Compartilhando coisas legais!

Entre nos Mundos

Compartilhando as minhas visitas em outros mundos.

Just One More

Coffee & Books

Uma borboleta leitora

Como borboletas, voamos pelas páginas dos livros...

Liberte-se.

Meu nome é Hellen, tenho 18 anos e aqui escrevo sobre coisas que me interessam.

Literatura Doccar

Blog Literário

Emilly Vass

Blog Literário

Auê Cultural

A casa de todos, de todas as tribos

Vendas Digitais

Curta, compartilhe e deixe seu e-mail

Contos Noturnos

Contos da amante noturna

SteLivros

Aqui você vai encontrar sobre um pouco de tudo, principalmente livros. Conte com nossa sincera opinião sobre os livros, as séries e os filmes resenhados e citados.

%d blogueiros gostam disto: