Marty McFly e Doc Brown nos visitam hoje em De Volta Para o Futuro 2 (1989)

Back To The Future 2 block

Cinéfilos do mundo inteiro celebram a data de hoje. Uma curiosa homenagem a uma das mais populares trilogias da história do cinema e da Ficção Científica, iniciada com o filme De Volta Para o Futuro (Back to the Future, 1985). Mas a data celebrada remete a continuação, De Volta Para o Futuro II (Back to the Future II, 1989), porque os protagonistas usam a máquina do tempo para fazem uma viagem ao futuro deles. Ou seja, o nosso presente. Mais precisamente em 21 de outubro de 2015. A data de hoje.

De Volta Para o Futuro é um filme marcante. Uma grande aventura despretensiosa, com humor, romance e muita emoção. Elenco cativante, com atuações memoráveis e uma trilha sonora eletrizante. Apresentado como uma comédia adolescente, o filme abre as portas da imaginação do público quando revela, aos poucos, se tratar de uma ficção científica. E aposta no sentimento de nostalgia do público ao jogar o protagonista repentinamente nos anos 50. O contraste grosseiro entre os anos 80 e 50, em todos os detalhes possíveis, costumes, ideias, tecnologia, mentalidade, torna ainda mais envolvente a aventura. Os problemas enfrentados por Marty Mcfly no passado colocam em risco sua própria existência e criam uma tensão dramática sempre crescente, sem perder o bom humor e a dose de entretenimento. As soluções encontradas pelo garoto do futuro para enfrentar seus problemas são a maior garantia de diversão do filme. Além disso, o filme nos deixa a grande lição de que devemos escrever nossa própria história e tomar cuidado porque, as vezes, um único momento no tempo, pode redefinir o nosso futuro. Por esses e outros motivos, De Volta Para o Futuro tornou-se um clássico do gênero e de sua época. Mas e o futuro?

No final do primeiro filme, os protagonistas já anunciam o futuro. Uma viagem para 2015, mas o filme deixa o resultado no ar, literalmente. “Para onde vamos, não precisamos de estradas”, revela Brown. Segundo o roteirista Bob Gale, a cena seria apenas mais uma piada. Ou seja, quando escreveram a cena, ninguém imaginava que o filme teria uma continuação. Nem o diretor Robert Zemeckis, nem o produtor Steven Spielberg. O sucesso colossal do filme de 1985 praticamente obrigou a sequência. O resultado chegou em 1989 com o segundo filme, outro sucesso estrondoso. Como todo exercício de ficção científica, visto em inúmeros livros, quadrinhos e filmes do gênero. De Volta II faz seus acertos e erros quando aborda 2015 e observamos o filme com os olhos de hoje.

Se bem que muitos erros ainda podem se tornar realidade, obvio, no futuro. Carros voadores por todos os lados, roupas auto ajustáveis, sapatos auto ajustáveis (Nike), o fim dos advogados, reidratador de comida, robôs domésticos, projeção holográfica, combustível com base em lixo, skate voador, câmeras autônomas e voadoras da imprensa, placas de carro em códigos de barra, indutores de sono, implantes biônicos no cérebro, banco ejetor, etc, etc. Sinto muito, Bob e Robert, ainda precisamos esperar mais para ver essas novidades invadirem o nosso cotidiano. Algumas das tecnologias citadas já existem hoje, mas não estão disponíveis para todos. Mais difícil ainda é acertar a moda do futuro, como bolsos de fora, roupas de colorido havaiano e dupla gravata. Além disso, os criadores não perceberam a evolução da Internet para a sociedade e destacaram a sobrevivência do fax e a dependência dos jornais impressos.

Agora, De Volta II conseguiu seus acertos em projetar o futuro. Lojas e postos de combustíveis com mais tecnologia; computadores de mão e telas sensíveis ao toque como tablets; binóculos digitais (temos outro nome, smartphone); vídeo games com captura de movimento; o resgate do cinema 3D, que na época do filme estava morto e enterrado; a morte dos Laserdisc, visto no início dos anos 90 como uma grande promessa; leitura biométrica como requisito de segurança ou de venda; pagamentos caseiros via cartão de crédito; aposta de Hollywood em mais continuações; televisores de grande dimensão; vídeo conferência; múltiplos canais; anúncios flutuantes; óculos de realidade aumentada e virtual; transmissão dinâmica de notícias; boletins meteorológicos contínuos. A cada vez que vemos De Volta Para o Futuro II é possível perceber novos detalhes. Como exercício futurólogo, o filme tem tantos acertos quanto erros. Mais o que vale é a diversão. A bagunça temporal da realidade alternativa sombria e o encontro mais inusitado ainda do segundo filme com o primeiro. Além da preparação para o terceiro filme ambientado no velho oeste, testemunhando o nascimento de Hill Valley, em De Volta Para o Futuro III (1990). Pelo jeito, os filmes do Robert Zemeckis serão sempre uma grande referência para o público do passado, do presente e do futuro.

Tanta paixão dos cinéfilos pela famosa trilogia transformou uma cidade norte americana em Hill Valley. Veja aqui.

Anúncios

Publicado em 21 de outubro de 2015, em Cine Express e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Suki na Ongaku

Blog com letras de minhas músicas japonesas preferidas

A Taverna

Histórias fantásticas e Dicas de Escrita!

Don Silvio

Comentando

Priscila.T.Therese Official

"we are lifelong learners " Nós somos eternos aprendizes "

enjuadinha

Momentos da vida

Livros do Coração

Resenhas de livros, filmes, teatro e cultura em geral

felicisses.wordpress.com/

Compartilhando coisas legais!

Entre nos Mundos

Compartilhando as minhas visitas em outros mundos.

Just One More

Café, Livros, Estudos e Mundo

Uma borboleta leitora

Como borboletas, voamos pelas páginas dos livros...

Liberte-se.

Meu nome é Hellen, tenho 18 anos e aqui escrevo sobre coisas que me interessam.

Emilly Vass

Blog Literário

Literatura Doccar

Blog Literário

Auê Cultural

A casa de todos, de todas as tribos

Vendas Digitais

Curta, compartilhe e deixe seu e-mail

Contos Noturnos

Contos da amante noturna

%d blogueiros gostam disto: