Técnica revolucionária para descozinhar um ovo leva o IgNóbel 2015

premio-ignobel

As pesquisas mais estapafúrdias da ciência são lembradas e contempladas com o excepcional prêmio Ig Nobel, o contrário do Nobel que, por sua vez, destaca as maiores proezas da ciência. O Ignobel 2015 inclusive resolveu conceder aos vencedores um prêmio em dinheiro inacreditável. Uma nota de dez trilhões de dólares do Zimbábue, que já foi extinta e deve valer menos de US$ 1 dólar. Todos os anos, nos meses de setembro ou outubro, conhecemos os vencedores do prêmio, sempre com contribuições relevantes para dar uma boa gargalhada. Esse ano não foi diferente. Entre os vencedores, um processo químico para descozinhar um ovo, parcialmente, a descoberta de que a palavra huh parece existir em todos os idiomas do planeta, que as galinhas andam como dinossauros se tiverem um graveto inserido abaixo da calda, que um imperador marroquino pode ter sido pai de 888 crianças, que o beijo trás benefícios a saúde, uma ação da Polícia de Bangkok para pagar dinheiro extra se o policial se recusar a receber suborno. Além disso, pesquisador investigou nele mesmo para descobrir qual a parte do corpo fica mais dolorida, quando picada por abelhas. Aconselhamos a não reproduzir esses experimentos em sua casa.

Conheça a lista completa dos merecidos vencedores do Ignobel 2015:

Ignobel da Química – Técnica de descozinhar um ovo, parcialmente. Os australianos Callum Ormonde e Colin Raston, mais uma equipe norte americana desenvolveram a proeza. Que os restaurantes não saibam disso;

Ignobel da Física – Todos os mamíferos esvaziam suas bexigas em 21 segundos, com margem de erro de 13 segundos, para mais ou para menos. Descoberta dos pesquisadores norte americanos e de Taiwan, liderados por Patricia Yang e David Hu. A pequisa iguala todos os mamíferos na hora das necessidades fisiológicas. Podemos iniciar a campanha #SomosTodosMamíferos;

Ignobel de Literatura – Toda a linguagem humana inclui a expressão Huh? ou equivalente. Descoberta dos pesquisadores holandeses, belgas e australianos  Mark Dingemanse, Francisco Torreira e Nick J. Enfield. Nem a Torre de Babel foi capaz de vencer o teorema de Huh;

Ignobel de Administração – Muitos líderes dos negócios gostam de assumir riscos quando enfrentam desastres naturais na infância. Descoberta dos pesquisadores indianos, franceses, alemães, japoneses, italianos, liderados por  Gennaro Bernile, Vineet Bhagwat e P. Raghavendra Rau. Exemplo: Jack Bauer, da série de TV, 24 Horas;

Ignobel de Economia – Polícia resolve pagar dinheiro extra para cada policial que não aceitar suborno. Ação da Polícia Metropolitana de Bangkok. Um exemplo para a polícia e para a política brasileira;

Ignobel de Medicina – Os efeitos benéficos de beijar intensamente. Descoberta dos pesquisadores da China, Japão, Eslováquia, Inglaterra, Estados Unidos, Alemanhã, liderados por Hajime Kimata, Jaroslava Durdiaková, Peter Celec, Natália Kamodyová. E não tem contra indicação;

Ignobel de Matemática – Uso de técnicas matemáticas para descobrir se o Imperador Moulay Ismael, de Marrocos, teve efetivamente 888 filhos. O imperador marroquino viveu entre 1697 a 1727. Pesquisadores da Áustria, Alemanha e Inglaterra, liderados por Elisabeth Oberzaucher e Karl Grammer. Se o imperador tivesse vivido mais 50 anos, teria repovoado a China;

Ignobel de Biologia – As galinhas caminham como dinossauros se tiverem um graveto inserido abaixo da calda (para não escrever algo inadequado). Descoberta dos pesquisadores chilenos Bruno Grossi, Omar Larach, Mauricio Canals, Rodrigo A. Vásquez e José Iriarte-Díaz. Os pesquisadores também andariam como dinossauros se tivessem um graveto inserido abaixo da calda;

Ignobel de Medicina de Diagnósticos – A apendicite aguda pode ser eficazmente diagnosticada pela quantidade de dor que o paciente sente ao dirigir um veículo numa via com radares de velocidade. Pesquisa global liderada pela canadense Diallah Karim e pelo neozeolandês, Anthony Harnden. Será podemos descobrir se um corretor da Bolsa de Valores sofre apendicite aguda, pela quantidade de dor sentida na hora do fechamento do pregão?

Ignobel de Etmologia – A área do corpo onde as picadas de abelhas são mais dolorosas. Destaque para o pesquisador canadense, Justin Schmidt, que criou o indicador relativo a dor no corpo de vítimas de picadas de insetos diversos e o norte americano Michael L. Smith, pela coragem de testar picadas de abelhas em 25 partes diferentes do próprio corpo para saber os locais mais dolorosos. Seu próximo projeto deve ser testar picadas de escorpião.

Anúncios

Publicado em 27 de setembro de 2015, em Tapete Vermelho e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Suki na Ongaku

Blog com letras de minhas músicas japonesas preferidas

Roberto Luiz Ribeiro

Poesia alternativa-marginal-independente e gratuita

A Taverna

Ficção Especulativa Brasileira e Dicas de Escrita!

Don Silvio

Comentando

Priscila.T.Therese Official

"we are lifelong learners " Nós somos eternos aprendizes "

enjuadinha

Momentos da vida

Livros do Coração

Resenhas de livros, filmes, teatro e cultura em geral

Entre nos Mundos

Compartilhando as minhas visitas em outros mundos.

Just One More

Café, Livros, Estudos e Mundo

Uma borboleta leitora

Como borboletas, voamos pelas páginas dos livros...

Liberte-se.

Meu nome é Hellen, tenho 18 anos e aqui escrevo sobre coisas que me interessam.

Emilly Vass

Blog Literário

Literatura Doccar

Blog Literário

Auê Cultural

A casa de todos, de todas as tribos

Vendas Digitais

Curta, compartilhe e deixe seu e-mail

Contos Noturnos

Contos da amante noturna

%d blogueiros gostam disto: