Recebido com vaias, diretor Cláudio Assis conquista Festival de Brasília 2015 com filme Big Jato

big-jato

O diretor pernambucano Cláudio Assis foi recepcionado com vaias na noite de exibição de seu novo filme Big Jato. Como ironia, o filme pernambucano saiu vitorioso com cinco troféus Candango, Melhor Filme, Melhor Ator (Matheus Nachtergaele), Melhor Atriz (Marcélia Cartaxo) e Melhor Roteiro (Hilton Lacerda e Ana Carolina Francisco). Na trama, o garoto Francisco acompanha seu pai, motorista de caminhão, pelas estradas e atravessa o rito de passagem da adolescência para a fase adulta, através da poesia, no sertão pernambucano. Baseado no romance de Xico Sá, o filme conquistou mais de R$ 100 mil reais em prêmios e foi aplaudido de pé.

Mas todas as vezes em que Cláudio Assis pegava no microfone, a plateia gritava “machista” e “não passará”, impedindo ele de se manifestar, em resposta a atitude semelhante em que Assis impediu a diretor Anna Muylaert de comentar e debater sobre o filme dela, o drama de sucesso Que Horas Ela Volta?, em incidente lamentável ocorrido em agosto último, no Recife (leia mais aqui). Cláudio Assis e o diretor Lírio Ferreira tiveram um péssimo comportamento naquele evento, calou a diretor Muylaert, insultou a atriz Regina Casé e os demais da equipe, num incidente que repercutiu nacionalmente e resultou em punições para os dois cineastas pernambucanos.

O grande vencedor do Festival de Brasília foi Para Minha Amada Morta, de Aly Muritiba que conquistou seis prêmios: Melhor Direção, Direção de Arte, Fotografia, Montagem, Atriz Coadjuvante e Ator Coadjuvante. Outros destaques foram o longa Fome, de Cristiano Burlan, com o Prêmio Especial do Júri e Melhor Som. O filme A Família Dionti, de Alan Minas, vencedor do Prêmio de Júri Popular. Quintal, de André Novais, que venceu na categoria Melhor Curta ou Média Metragem, Roteiro e de Melhor Atriz, para Maria José Novais. Não foi a primeira vez que Cláudio Assis conquistou o Festival de Brasília. Seus filmes Amarelo Manga (2002) e Baixio das Bestas (2006) também foram celebrados com Candangos e seu filme anterior, A Febre do Rato (2011) venceu no extinto Festival de Paulínia. Marcélia Cartaxo volta a brilhar no Festival de Brasília com Big Jato. Em 1985, Cartaxo conquistou o prêmio de Melhor Atriz por A Hora da Estrela, que lhe rendeu também o Urso de Prata no Festival de Berlim.

Confira a relação completa dos vencedores do Festival de Brasília 2015:

a) Prêmios oficiais

Filme de longa metragem

Melhor Filme de longa metragem – Big Jato, de Cláudio Assis – R$ 100 mil
Melhor Direção – Muritiba, pelo filme Para Minha Amada Morta – R$ 20 mil Aly 
Melhor Ator – Matheus Nachtergaele, pelo filme Big Jato – R$ 10 mil 
Melhor Atriz – Marcélia Cartaxo, pelo filme Big Jato – R$ 10 mil 
Melhor Ator Coadjuvante – Lourinelson Vladimir, por Para Minha Amada Morta – R$ 5 mil 
Melhor Atriz Coadjuvante – Giuli Biancato, por Para Minha Amada Morta – R$ 5 mil 
Melhor Roteiro – Hilton Lacerda e Ana Carolina Francisco, por Big Jato – R$ 10 mil 
Melhor Fotografia – Pablo Baião, pelo filme Para Minha Amada Morta – R$ 10 mil 
Melhor Direção de Arte – Mônica Palazzo pelo filme Para Minha Amada Morta – R$ 10 mil 
Melhor Trilha Sonora – DJ Dolores, pelo filme Big Jato – R$ 10 mil 
Melhor Som – Flávio Gonçalves e Cláudio Bessa, pelo filme Fome – R$ 10 mil 
Melhor Montagem – João Menna Barreto, por Para Minha Amada Morta – R$ 10 mil 

Filme de curta ou média metragem

Melhor Filme de curta ou média metragem – Quintal, de André Novais – R$ 30 mil
Melhor Direção – Nathália Tereza, por A Outra Margem – R$ 10 mil 
Melhor Ator – João Campos, por Cidade Nova – R$ 5 mil 
Melhor Atriz – Maria José Novais, por Quintal – R$ 5 mil 
Melhor Roteiro – André Novais, por Quintal – R$ 5 mil 
Melhor Fotografia – Leonardo Feliciano, por ÀParte do Inferno – R$ 5 mil 
Melhor Direção de Arte – Fabiola Bonofiglio,  Tarântula – R$ 5 mil 
Melhor Trilha Sonora – Rapsódia Para o Homem Negro – R$ 5 mil  
Melhor Som – Command Action – R$ 5 mil 
Melhor Montagem – Afonso é uma Brazza – R$ 5 mil 

b) Prêmio do Júri Popular – para os filmes escolhidos pelo público, por meio de votação em cédula própria:

Melhor Filme de longa metragem – A Família Dionti, de Alan Minas – R$ 40 mil
Melhor Filme de curta ou média metragem – Afonso é uma Brazza, de Naji Sidki e James Gama – R$ 10 mil

Prêmio Especial do Júri de média/curta História de uma Pena, de Leonardo Mouramateus

Prêmio Especial do Júri de longa vai para Jean-Claude Bernadet, por Fome

Outros prêmios

Troféu Câmara Legislativa do Distrito Federal – Júri Oficial

Melhor filme de longa metragem: Santoro – O Homem e Sua Música – R$ 80 mil 
Melhor filme de curta metragem: A Culpa é da Foto – R$ 30 mil 
Melhor direção: John Howard, de Santoro – O Homem e sua Música – R$ 6 mil 
Melhor ator: Davi Galdeano, de O Outro Lado do Paraíso – R$ 6 mil 
Melhor atriz: Simone Iliescu – R$ 6 mil
Melhor roteiro: O Outro Lado do Paraíso – R$ 6 mil 
Melhor fotografia: O Escuro do Medo – R$ 6 mil 
Melhor montagem: Armando Bulcão, de Alma Palavra Alma – R$ 6 mil 
Melhor direção de arte: O Outro Lado do Paraíso – R$ 6 mil
Melhor edição de som: O Outro Lado do Paraíso – R$ 6 mil 
Melhor captação de som direto: O Outro Lado do Paraíso – R$ 6 mil 
Melhor trilha sonora: Santoro – O Homem e sua Música – R$ 6 mil 

Troféu Câmara Legislativa do Distrito Federal – Júri Popular

Melhor filme de longa metragem: O Outro Lado do Paraíso – R$ 20 mil 
Melhor filme de curta metragem: A Culpa é da Foto – R$ 10 mil 

Prêmio ABCV – Associação Brasiliense de Cinema e Vídeo

Conferido pela ABCV – Associação Brasiliense de Cinema e Vídeo a profissional do audiovisual do Distrito Federal foi para o ator Gê Martu

Prêmio Canal Brasil

Cessão de um Prêmio de Aquisição no valor de R$ 15 mil e o troféu Canal Brasil, ao melhor filme de curta metragem selecionado pelo júri Canal Brasil:  Rapsódia para o Homem Negro

Prêmio Exibição TV Brasil

O título premiado integrará a programação da emissora.
Melhor filme de longa metragem – Santoro – O Homem e sua Música – R$ 50 mil

Prêmio Marco Antônio Guimarães

Conferido pelo Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro para o filme que melhor utilizar material de pesquisa cinematográfica brasileira: foi para Santoro – O Homem e sua Música

Prêmio Abraccine

O Prêmio da Crítica será atribuído e organizado, no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, pela Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).
Melhor filme de longa metragem: Para Minha Amada Morta
Melhor filme de curta metragem: A Outra Margem

Prêmio Saruê

Conferido pela equipe de cultura do jornal Correio Braziliense, foi para o média Copyleft

Anúncios

Publicado em 23 de setembro de 2015, em Tapete Vermelho e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Suki na Ongaku

Blog com letras de minhas músicas japonesas preferidas

A Taverna

Histórias fantásticas e Dicas de Escrita!

Don Silvio

Comentando

Priscila.T.Therese Official

"we are lifelong learners " Nós somos eternos aprendizes "

enjuadinha

Momentos da vida

Livros do Coração

Resenhas de livros, filmes, teatro e cultura em geral

felicisses.wordpress.com/

Compartilhando coisas legais!

Entre nos Mundos

Compartilhando as minhas visitas em outros mundos.

Just One More

Café, Livros, Estudos e Mundo

Uma borboleta leitora

Como borboletas, voamos pelas páginas dos livros...

Liberte-se.

Meu nome é Hellen, tenho 18 anos e aqui escrevo sobre coisas que me interessam.

Emilly Vass

Blog Literário

Literatura Doccar

Blog Literário

Auê Cultural

A casa de todos, de todas as tribos

Vendas Digitais

Curta, compartilhe e deixe seu e-mail

Contos Noturnos

Contos da amante noturna

%d blogueiros gostam disto: