Novos escritores brasileiros buscam o tortuoso caminho para o sucesso

Novos Autores

Nem faz tanto tempo que ser escritor estreante no Brasil exigia atravessar um verdadeiro calvário, sem garantia de ter qualquer obra, sequer, publicada. O contato com as editoras era feito através de cartas, a não ser que o pretendente a escritor morasse na mesma cidade ou nas proximidades para visitar a empresa pessoalmente. Depois de enfrentar diversas barreiras e ser selecionado para ter o livro publicado, o lançamento ocorria sem muita divulgação. O sucesso dependia de um lento processo de interesse dos leitores e o boca-a-boca como ferramenta espontânea de marketing. Em casos extremos, o autor precisava bancar todos os custos da obra como editoração, impressão, papel, publicação, distribuição e divulgação, tornando o processo ainda mais difícil e arriscado, com o autor assumindo todos os riscos da publicação, sucesso ou prejuízo.

Hoje, o avanço das tecnologias de comunicação, a explosão da Internet e a difusão das redes sociais facilita muito a situação dos novos escritores que passam a ter uma série de opções para a publicação e divulgação de seus livros. Agora, é mais fácil o acesso às editoras, mesmo às grandes empresas. Os canais de comunicação são diversificados com emails, grupos de discussão, blogs, redes sociais que ajudam na divulgação e facilitam as vendas dos livros, reduzindo o risco de prejuízos, com a maior proximidade dos autores com potenciais leitores. Existem editoras que publicam livros sem custo algum para o autor.

Embora, na situação atual, seja mais fácil publicar livros, o caminho para o sucesso continua tortuoso, mas isso não intimidou muitos dos novos escritores brasileiros que apostam as fichas em seus livros e batalham incansavelmente para encontrarem um final feliz. O curioso é que a maioria dos novos escritores tem formação em jornalismo. Entre veteranos e novatos, conheça alguns autores brasileiros e suas obras que conquistaram destaque nos últimos anos:

Amanda Vaz Ciabotti – Com apenas 17 anos, escritora prodígio brasiliense e estudante do ensino médio lançou seu primeiro livro, no gênero literatura fantástica, Amarantha: Diário dos Sonhos, através de uma grande editora. No romance, a jovem guardiã dos sonhos Amarantha Comuwel se vê perdida e solitária após o desaparecimento de sua mãe, ocorrido quando ainda era muito pequena. A situação da guardiã se complica quando surge Donnavan, o Senhor das Sombras. Para enfrentar seu inimigo, ela deverá encontrar um garoto na Terra que ajude a ampliar a sua magia. A jovem autora adora livros desde que aprendeu a ler e tem como referência autores como George RR Martin, Júlio Verne, Machado de Assis, J.K. Rolling e Colleen Houck;

Ana Beatriz Brandão – Escritora prodígio e estudante paulista. Com apenas 15 anos já havia escrito mais de 10 livros e teve um deles lançado por uma grande editora. O livro A Sombra de um Anjo vendeu mais de 300 mil exemplares em poucos meses e a autora foi convidada para Bienal do Livro de São Paulo, onde conquistou o sucesso. A Sombra de um Anjo, o início de uma série de quatro livros, mostra uma garota que sofre um acidente de carro e acorda numa ilha apenas com os sonhos e pesadelos que já teve na vida. Como os sonhos estão em conflito, ela precisa desvendar esse mistério. Seu próximo livro é do gênero terror, Caçadores de Almas – Segredos e Maldições;

Ana Elisa Ribeiro – Bacharel em Letras, Mestra em Linguística, escritora mineira. Seu primeiro livro foi Poesinha (1997). Foi blogueira da Estante de Livros Virtual e escreve crônicas para o site Digestivo Cultural. Participou de antologias de poetas no Brasil e no exterior. Seus livros Anzol de Pescar Infernos (2013) e Meus Segredos Com Capitu – Livros, Leituras e Outros Paraísos (2013) foram semifinalistas do Prêmio Portugal Telecom. Ribeiro escreveu ainda Perversa (1997), Chicletes, Lambidinha e Outras Crônicas (2012), Sua Mãe (2012), Com H ou sem H (2013) e O E-mail de Caminha (2014);

Ana Luisa Escorel – Designer e escritora paulista. Escreveu dois livros sobre design com sucesso. Em 2010, estreou na literatura com O Pai, Mãe e a Filha. Em 2013, lançou Anel de Vidro, conquistando o Prêmio SP de Literatura no ano seguinte, sendo a primeira mulher a vencer na categoria principal, a de Melhor Livro do Ano. Na trama, encontros e desencontros amorosos são vivenciados sob a ótica de diferentes personagens;

André Vianco – Jornalista e escritor paulista. Autor de uma série de livros de suspense e terror que, na maioria, aborda a temática vampirismo. Seu primeiro romance O Senhor da Chuva (1999) mostra uma batalha entre anjos, vampiros e demônios. Os Sete (2000) é o maior sucesso do autor que teve sequência em Sétimo (2002) e O Turno da Noite (2007). Seus mais recentes trabalhos foram Meus Pequenos Monstrinhos – Vol. 1 Zumbi: O Terrível Ataque das Rãs do Nepal (2013) e Meus Pequenos Monstrinhos – Vol. 2 Bruxa: Um Feriado Assombroso a Floresta (2014);

Bianca Briones – Formada em Letras e escritora paulista. Seu primeiro livro foi publicado em 2010, Entre o Amor e a Amizade, um romance que nasce a partir da dor da perda. Briones lançou uma série de livros da temática Novos Adultos e fez sucesso junto ao público desde a Bienal de 2014 em São Paulo. O primeiro, de 2014, foi As Batidas Perdidas do Coração que mostra uma jovem de boas condições que acaba de perder o pai e a mãe entra em depressão. Ela conhece um jovem rebelde, de vida difícil, que teve o pai assassinado e parte da família morta em um acidente de trânsito. A paixão nasce entre os dois mesmo sendo tão diferentes e vivendo realidades tão distantes. Na sequência, Briones lançou O Descompasso Infinito do Coração, em 2015, e já tem um novo livro no forno para fechar a trilogia Batidas do Coração. Além dele, a autora prepara Impressões, uma história de amor nos tempos do Rei Artur que será concluído com Vivências;

Bruno Flores – Jornalista e escritor carioca monta o cenário de uma sociedade primitiva, os Kitaran que enfrentam dilemas humanos na luta contínua pela sobrevivência no romance Rumah. Um povo preso a crenças, superstições e dogmas ancestrais, dependem de atividades seculares, como a caça, a pesca e a agricultura, e vivem em conflito num pequeno arquipélago porque um grupo pretende partir numa jornada para encontrar o utópico Rumah, um lugar onde é possível encontrar a paz e a harmonia. A trama evoca o livro A Guerra do Fogo (1909) de J. H. Rosny que deu origem ao filme francês homônimo de 1981;

Camila Moreira – Escritora estreante, estagiária e estudante de Direito mato-grossense que utilizou a rede social de escritores Wattpad para escrever um romance erótico. Depois do sucesso repentino, a autora chamou a atenção de uma editora que resolveu publicar sua obra. Nasceu o ebook O Amor Não Tem Leis lançado no site da Amazon que ficou por uma semana na lista dos livros digitais mais vendidos. A autora inspirou-se no sucesso Cinquenta Tons de Cinza, mas decidiu ambientar o cenário de um tórrido romance no Brasil. Com isso, ganhou destaque até no jornal norte americano The Washington Post. Moreira ainda lançou a continuação O Amor Não Tem Leis – O Julgamento Final. Seu mais novo romance publicado, 8 Segundos, entra no circuito dos rodeios. A autora ainda tem três novas obras em produção no Wattpad;

Carol Bensimon – Tradutora e escritora gaúcha. Seu primeiro livro, Pó de Parede (2008) reuniu três contos. Seus livros seguintes foram Sinuca Embaixo D’Água (2009) e Todos Nós Adorávamos Caubóis (2013). Foi selecionada em 2012, pela revista inglesa Granta entre Os Melhores Jovens Escritores Brasileiros. Sinuca trata de uma conversa entre sete personagens que revelam seus sentimentos de luto diante da morte de uma jovem num acidente de carro;

Carolina Estrella – Jornalista e escritora niteroiense. Publicou os livros Garota Apaixonada em Apuros (2010), Garota Apaixonada em Férias (2012), Garotapop.com (2013) e Garota Apaixonada Para Sempre (2015) que encerra a série. Suas influências são Jane Austen e Meg Cabot. Mantém o blog literário Romances e Leituras. Organizou o projeto Escrever é Legal em que ministra oficinas literárias em escolas do Rio de Janeiro. O projeto permitiu a autora a viajar pelo Brasil. Carolina prepara agora o romance Dois Amores;

Carolina Munhóz – Jornalista e escritora paulista. Apaixonada pela série Harry Potter, logo foi eleita a Melhor Escritora Jovem pelo Prêmio Jovem Brasileiro e seu último livro foi eleito o Melhor do Ano pela Revista Atrevida. Desde os 18 anos, viajou pelo mundo, por treze países como Inglaterra, França, Itália, Suíça e EUA. Escreveu os livros A Fada (2005), O Inverno das Fadas (2012) e Feérica (2013) no gênero literatura fantástica conquistando o público infanto juvenil e tornando-se Best Seller nacional. Chamou a atenção da mídia com reportagens na Revista Época, TV Cultura, Estadão, O Globo. Foi matéria de capa do Jornal Folha de São Paulo, participou de duas entrevistas no programa Encontro com Fátima Bernardes e costuma frequentar eventos literários como Bienais de Livros. Escreveu O Reino das Vozes Que Não se Calam (2014) em parceria com a atriz Sophia Abrahão. Conquistou o Prêmio Jovem Brasileiro de 2011, Destaques Literários de 2012, Saga Awards 2014, Geração Z Awards 2014, Atrevida Awards 2014, Oscar Literário 2015 e Vox Populi Shorty Awards. Atualmente, é casada com o igualmente popular escritor Raphael Draccon. O próximo livro dela, Por um Toque de Ouro (2015), é aguardado com expectativa pelo público;

Daniel Galera – Tradutor literário, publicitário e escritor paulista. Foi um dos precursores do uso da internet para a literatura, editando e publicando textos em portais e fanzines desde 1997. Estreou na literatura com o livro de contos Dentes Guardados (2001), adaptado para o Teatro no ano seguinte. Com tiragem esgotada, é possível encontrar a versão ebook do livro para baixar grátis no site do autor, Ranchocarne. Seus livros seguintes foram Até o Dia em Que o Cão Morreu (2003), adaptado para as telas no filme Cão Sem Dono (2007) de Beto Brant e Renato Ciasca; Mãos de Cavalo (2006), adaptado para as telas no filme homônimo de Roberto Gervitz, previsto para 2015; Cordilheira (2008), vencedor do Prêmio Machado de Assis de Romance da Fundação Biblioteca Nacional e 3° lugar na categoria Romance, do Prêmio Jabuti 2009; Cachalote (2010), adaptado para os quadrinhos com Rafael Coutinho e vencedor do Prêmio HQ Mix Novo Talento como Roteirista; Barba Ensopada de Sangue (2012), 3° lugar na categoria Romance, do Prêmio Jabuti 2013. Selecionado em 2012, pela revista inglesa Granta entre Os Melhores Jovens Escritores Brasileiros.

Eduardo B.S. Silveira – Escritor paranaense, estreante do gênero da fantasia literária. Seu romance A Queda dos Deuses (2015) apresenta um mundo criado pelo autor conhecido como Hunísia, um cenário medieval em que várias famílias nobres disputam o poder. Aventura, política, religiosidade e guerra são trabalhados sem elementos fantásticos como dragões. Entretanto, a obra de Silveira tem evidente inspiração na famosa saga literária As Crônicas de Gelo e Fogo de George RR Martin;

Eduardo Spohr – Jornalista, blogueiro e escritor carioca de Ficção Científica e Fantasia. Seu primeiro romance publicado em 2007, inicialmente no site Jovem Nerd, A Batalha do Apocalipse: Da Queda dos Anjos ao Crepúsculo do Mundo. O livro vendeu mais de 4 mil cópias sem o apoio de qualquer editora tradicional. Em 2010, a Editora Record publicou o livro com distribuição para as livrarias e expandiu o sucesso da obra. Estabelecendo um universo próprio com base em diversas religiões, a trama mostra um ser divino que se ergue contra seus superiores e aqueles que escondem a verdadeira mensagem de Deus para seus filhos. Expulso dos céus, vaga pela Terra, vivendo as mais diferentes eras e acompanhando os principais acontecimentos da história humana. Seus livros posteriores seguem as mesmas temáticas. Filhos do Éden: Herdeiros de Atlântida (2011), Protocolo Bluehand: Alienígenas (2011) e Filhos do Éden: Anjos da Morte (2013). Spohr revela entre suas influências, os escritores como Robert E. Howard, J. R. R. Tolkien, Neil Gaiman, Alan Moore, Frank Miller, Garth Ennis, Stephen King e H.P. Lovecraft, além de filmes como Highlander e Matrix;

Gabriela Natália Silva / Lola Benvenutti – Formada em Letras, garota de programa e escritora paulista, lançou o livro O Prazer É Todo Nosso inspirada no sucesso de O Doce Veneno do Escorpião (Bruna Surfistinha). Seu nome artístico vem do livro Lolita, de Vladimir Nabokov. A autora tem paixão por literatura e por autores como Dostoiévski, Nelson Rodrigues e Guimarães Rosa, de autores africanos como Ondjaki e Mia Couto. Seu blog, com mais de 30 mil acessos mensais, aborda suas experiências como garota de programa e suas opiniões, por vezes, polêmicas como a regulamentação da prostituição. A autora também ganhou destaque no jornal norte americano The Washington Post;

Gabriel Damasceno – Escritor prodígio e estudante, mora com os pais, no município de Banabuiú, a 225km de Fortaleza. Seu livro de estreia Nita Cairu e a Espada de Gohayó começou a entrar na lista de Best Seller em diversos países, entre eles, a Itália, Estados Unidos, Alemanha e Canadá. Damasceno revela ter levado um susto quando recebeu quantias em Dólar e em Euro pelas vendas de seu livro. Primeira parte de uma trilogia, Nita Cairu chegou a lista do sétimo livro mais vendido da Amazon Brasil e o primeiro na categoria infanto-juvenil. O romance narra um triângulo amoroso entre a índia Nita, com o índio Pirajá e o português Vicente nos tempos do Brasil Colonial. O jovem autor assumiu a 25ª cadeira da Academia Quixadaense de Letras;

Karina Buhr – Cantora, vocalista e percussionista da banda Comadre Fulozinha, ilustradora, blogueira, atriz de Teatro e escritora baiana. Artista de múltiplos talentos, reflete essa versatilidade em seu primeiro livro, Desperdiçando Rima, que reuniu cartas, poemas, contos, ilustrações e muitos sentimentos. Bastou entrar na cena literária que recebeu o convite para participar da Flip, a Festa Literária de Paraty, no Rio de Janeiro;

Laurentino Gomes – Jornalista e escritor paranaense aposta na releitura da História do Brasil como fonte para suas obras focadas em momentos históricos cruciais de nossa nação. Conquistou rapidamente o sucesso e não parou mais. Suas obras de destaque são: 1808, lançado em 2008, sobre a vinda da família real portuguesa ao Brasil para fugir de Napoleão Bonaparte; 1822, lançado em 2010, sobre o processo de independência do Brasil e 1889, lançado em 2013, sobre a proclamação da república. Uma nova trilogia do autor foi anunciada para os próximos anos, retratando a escravidão. O primeiro dos três livros está previsto para 2019, e o último, em 2022;

Lu Piras – Advogada e escritora carioca. Escreveu aos 15 anos, seu primeiro romance – uma saga sobre duas famílias durante a Guerra da Crimeia, numa máquina de escrever Olivetti 1982, presente de seu avô. É autora da série Equinócio, lançada em 2012 com Equinócio – A Primavera, o primeiro de quatro volumes. Escreveu A Última Nota, em parceria com o escritor Felipe Colbert. Seus livros seguintes foram Polaris – o Norte, Além do Tempo e Mais Um Dia. A maioria dos seus livros são do gênero literatura fantástica. Em 2014, lançou o romance Um Herói Para Ela. Atualmente, Lu Piras prepara o romance O Corajoso Delamy (nome provisório), previsto para ser lançado na próxima Bienal do Livro RJ;

Patrícia Melo – Escritora paulista. Trabalhou na Televisão e no Teatro. Seu primeiro livro foi publicado em 1994, Acqua Toffana. Seu livro, Matador (1995), foi adaptado para o cinema em 2003, no filme O Homem do Ano. Seus livros seguintes foram Elogio da Mentira (1998), Inferno (2000), Valsa Negra (2003), Mundo Perdido (2006), Jonas, o Compromanta (2008), Ladrão de Cadáveres (2010), Escrevendo no Escuro (2011) e Fogo Fátuo (2014). Seus livros foram traduzidos para diversos países, inclusive a Alemanha. Ela conquistou o Prêmio Jabuti de Literatura em 2001 por Inferno, levou ainda o Prêmio Liberatur, da Associação de Promoção da Literatura da África, Ásia e América Latina, durante a Feira Literária de Frankfurt, na Alemanha, em 2013, pelo conjunto da obra;

Raphael Draccon / Raphael Albuquerque – Roteirista de cinema, editor e escritor carioca. Seu primeiro roteiro de longa-metragem, escrito durante o primeiro período de Faculdade de Cinema, o drama sobrenatural In Your Hands (Em Suas Mãos) conquistou o Prêmio de Mérito da Associação Norte Americana de Roteiristas (ASA). Escreveu o primeiro romance, abrindo a série de literatura fantástica: Dragões de Éter (2007), antes de concluir a Faculdade. Aos 25 anos, tornou-se o autor brasileiro mais jovem a assinar com a editora espanhola Planeta do Brasil, permanecendo por seis meses entre seus autores mais vendidos. Dois anos depois, tornou-se parte dos planos de entrada da holding editorial portuguesa Leya no Brasil, hoje a maior em língua portuguesa do mundo. Com a trilogia Dragões de Éter, atingiu a marca dos 200 mil exemplares no Brasil. O box da trilogia alcançou o primeiro lugar do portal de vendas Submarino, onde permaneceu por um ano como o livro mais desejado do site e continua até hoje como o livro nacional mais vendido do portal. Lançou em Portugal, o livro Espíritos de Gelo (2011), depois lançado no Brasil. Por fim, lançou Cemitérios de Dragões (2014). Atualmente, é casado com a igualmente popular escritora Carolina Munhóz. Seu próximo trabalho é a colaboração numa equipe de roteiristas para criarem a série de suspense Supermax para a Rede Globo, com 13 episódios previstos. A equipe, liderada por Marçal Aquino e Fernando Bonassi, reúne, além de Draccon, Juliana Rojas, Bráulio Mantovani, Carolina Kotscho e Raphael Montes;

Raphael Montes – Estudante de Direito e escritor carioca. Estreou na literatura policial em 2009, com o conto A Professora, incluído na coletânea Assassinos S/A. Aos 20 anos, impressionou crítica e público com Suicidas, um intenso romance policial que lhe garantiu vaga entre os dez finalistas do prêmio São Paulo de Literatura na categoria Autor Estreante. Concorreu ainda aos prêmios Benvirá e Machado de Assis. Após ler seu primeiro livro, Scott Turow, um dos autores policiais de maior prestígio no mundo, disse que Raphael está “entre os mais brilhantes ficcionistas jovens” da atualidade. “Ele certamente redefinirá a literatura policial brasileira e vai surgir como uma figura da cena literária mundial.” O segundo livro, Dias Perfeitos (2014), confirma seu talento com uma história de amor doentia. Enquanto prepara seu próximo livro, com o título provisório de Jantar, ele entra na equipe de roteiristas responsável pela série de suspense Supermax para a Rede Globo, com 13 episódios previstos. A equipe, liderada por Marçal Aquino e Fernando Bonassi, reúne, além de Montes, Juliana Rojas, Bráulio Mantovani, Carolina Kotscho e Raphael Draccon;

Raquel Pacheco / Bruna Surfistinha – Escritora, DJ e ex-garota de programa paulistana. Começou escrevendo suas memórias em um blog que logo conheceu o sucesso. Assim, lançou o livro autobiográfico O Doce Veneno do Escorpião – O Diário de uma Garota de Programa (2005),  na verdade, escrito pelo jornalista Jorge Tarquini, de sucesso imediato. Os livros O Que Aprendi Com Bruna Surfistinha (2006), também escrito por Tarquini e Na Cama Com Bruna Surfistinha (2007) escrito por Pacheco são lançados na sequência. O filme Bruna Surfistinha (2010), lançado com base no primeiro livro, foi um grande sucesso de bilheteria;

Renata Ventura – Jornalista e escritora carioca inspirada na saga do famoso bruxinho Harry Potter, resolve abordar o universo da magia e mesclar com a difícil realidade brasileira no romance A Arma Escarlate, lançado em 2011. O protagonista é o bruxo brasileiro, Hugo Escarlate que vive sua aventura no Rio de Janeiro. O segundo livro, A Comissão Chapeleira, é um sucesso a nível nacional e a trama acontece em Salvador e o terceiro, ainda para ser lançado, será ambientado na Amazônia;

Thalita Rebouças – Jornalista e escritora carioca. Atualmente, a autora nacional de maior sucesso junto ao público adolescente, com 18 títulos publicados e mais de 1 milhão de cópias vendidas. Ela escreveu títulos como Traição Entre Amigas, Fala Sério, Mãe!, Tudo Por um Pop Star, Uma Fada Veio me Visitar, Ele Disse, Ela Disse, Adultos Sem Filtro e o mais recente 360 Dias de Sucesso. A série de livros Fala Sério foi publicada em Portugal. Seu livro mais vendido foi Fala Sério, Mãe!. Tudo Por um Pop Star foi adaptado para o Teatro e Tudo Por um Namorado será adaptado para o cinema.

A atual geração de novos escritores nos mostra que é possível acreditar e investir em seus sonhos.

Anúncios

Publicado em 21 de junho de 2015, em Caracteres e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 9 Comentários.

  1. Mano Maracutaia, vim lhe dar os parabéns por seu trabalho e convidá-lo a acessar minha página de divulgação, eis o endereço → http://www.facebook.com/SavioChristiDesenhistaDivulgacao.

    Bom, abraços e até mais então!

  2. Cara. conheço alguns por nome, outros por autoria de grandes livros, como no caso do Sphor. mas quem venceu esse desafio com certeza é duas vezes vencedor. vim para aqui neste poste pelo simples motivo de procura por um termo de pesquisa:
    “apoio de editoras a novos escritores brasileiros”
    As editoras poderiam sim, ajudar e expandir a literatura nacional! mas são poucas iniciativas para isso.
    quantos concursos literarios eles realizam?
    como é o metodo de avaliação de obras dessas editora?
    quais delas realmente tem feito a diferença quando o assunto é novos escritores, ou mesmo, escritores nacionais?
    é a velha conversa fiada: ” vamos ajudar os novos escritores…caso vc nv escritor seja escolhido, vc compra 500 exemplares e agente lhe adota!…”
    bem, vejo pouco empenho e muita ganancia, onde o negocio é; lucro, lucro, lucro e mais lucro!
    e você pode me pergunta: e eles não tem que ter lucro?
    eu respondo: sim! não tem como não pensar em lucro!
    Mas a questão é que uma inversão de valores poderia estoura os lucros de muitas delas!
    imagina se elas envolvessem poderosamente a interação leitor e novos escritores e antigos escritores nacionais. Com a descoberta de grandes talentos vem lucros exorbitantes.
    Veja pela Historia do Sphor, da carolina e do Draccon… Veja como foi que o André começou…
    são grandes bast Sellers brasileiros!
    Mas se voltarmos a uma analise mais aprimorada veremos a historia do André sendo contada de forma diferente e de modo extraordinario! O carinha começou sem o apoio de nenhuma Editora… depois foi que eles chegaram! você mesmo citou a historia do Eduardo e como sem editora o cara estourou nacionalmente… so depois chegou a editora.
    isso so comprova que minha tese é certa!
    minha grande questão é:
    que apoio os escritores nacionais tem tido das grandes editora?
    as que publicam sem custo por escritores na maioria são as mais cretinas!
    graças a Deus pelo avanço da tecnologia de informação e entretenimento!
    mas infelizmente não louvo nenhuma editora, por mais que agora a facilidade seja muito maior em avaliação de novas obras…
    facilidade pra que!?
    imagino eu como escritor de Ficção cientifica…tô ferrado! Rsss
    DEUS ME LIVRE DESSAS EDITORAS CRETINAS!!!

    • Seja bem vindo, Ron Perez. Sua análise sobre a situação dos novos escritores é bem pertinente.

      Realmente temos poucas editoras e poucas experiências de sucesso no sentido de criar facilidades para os novos escritores.

      Entretanto, a tecnologia vem criando uma nova geração de editoras que utilizam a Internet como ferramenta, com facilidade de divulgação, redução de custos com impressões sob demanda, interação entre autores e leitores, agilidade para publicação, etc, etc.

      São as editoras online de autopublicação. Sites como Wattpad, Clube de Autores, Bookess e iniciativas como Publique-se, da Saraiva e o serviço da Amazon. E o mais importante. É grátis. Iniciativas de financiamento coletivo também contribuem para o desenvolvimento de projetos de escrita. São oportunidades que não existiam anos atrás. E já mudaram a vida de muitos escritores no Brasil. Alguns mais conhecidos, outros menos. São iniciativas louváveis que merecem ser exaltadas, justamente por abrir caminho para os novos talentos.

      A reação das editoras tradicionais é a mesma que as grandes empresas no mercado cultural, como os estúdios de H0llywood, a Rede Globo ou o Netflix.

      Se um novo autor tem talento, não importa se ele vai publicar numa editora tradicional ou virtual. No momento do sucesso, esse autor vai ser convidado para integrar as grandes empresas. Isso é capitalismo. É difícil confrontar essa realidade. Hollywood faz isso a mais de um século. Não importa o país de quem fizer sucesso. Os estúdios abrem oportunidades e surgem novas carreiras, novos livros, novos filmes, etc, etc…

      Fique atento na Maracutaia Livros que vamos divulgar boas iniciativas e novos e talentosos autores que merecem ser divulgados.

  3. Parabéns pela matéria!! Também estou tentando percorrer esse difícil caminho…. Vou deixar aqui a página do meu livro, para quem desejar conferir =D. Mais uma vez, parabéns!

    https://www.facebook.com/guardiaepico1/

  4. Ronaldo Cupertino de Moraes

    Prezados

    Tenho acompanhando neste e em outros meios a grande preocupação de escritores novos em chegar até uma editora que ao menos leia seu manuscrito. Isto já seria uma façanha!
    Um grande problema que embarrera este processo é o fato de que o escritor, principalmente no decorrer do processo criativo, defronta-se com uma dúvida atroz sobre se aquilo que está produzindo está “bom”, “razoável”, “horrível”, enfim, como obter uma crítica visão do que o autor está produzindo.
    Agora, o segundo problema. Quem pode fazer uma leitura crítica, mesmo que não tenha chegado no fim da criação, alguém que dê um norte, diga alguma coisa, critique ou mande parar logo pois está tudo uma reverenda droga. Quem fará isso com qualidade, análise crítica,visão de mundo, leitura e possa dar um retorno qualificado para o pobre e perdido escritor?
    Eu, Ronaldo Cupertino de Moraes, personal writer, que além de uma análise crítica de seu trabalho, ainda lhe dará informações para edição, revisão de texto e muitas dicas para melhorar seu texto.
    O produto é um relatório escrito, repleto de comentários e dicas, que além de servir como seu balizamento, pode ser enviado para editoras
    Faça contato agora: cupertinodemoraes@gmail.com. Estou lhe aguardando…

  5. Também sou escritora, mas sempre escrevi por prazer. Agora tenho sentido vontade de me arriscar e sair do casulo. Se tiverem dicas de blogs onde posso publicar e concursos para novos talentos agradeço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Livros do Coração

Resenhas de livros, filmes, teatro e cultura em geral

felicisses.wordpress.com/

Compartilhando coisas legais!

Entre nos Mundos

Compartilhando as minhas visitas em outros mundos.

Just One More

Coffee & Books

Uma borboleta leitora

Como borboletas, voamos pelas páginas dos livros...

Liberte-se.

Meu nome é Hellen, tenho 18 anos e aqui escrevo sobre coisas que me interessam.

Emilly Vass

Blog Literário

Literatura Doccar

Blog Literário

Auê Cultural

A casa de todos, de todas as tribos

Vendas Digitais

Curta, compartilhe e deixe seu e-mail

Contos Noturnos

Contos da amante noturna

Ste

Aqui você vai encontrar sobre um pouco de tudo, principalmente livros. Conte com nossa sincera opinião sobre os livros, as séries e os filmes resenhados e citados.

Pão de Canela e Prosa

Onde as palavras têm sabor

marisbookshop

pensamentos de uma jovem.

%d blogueiros gostam disto: