Mulheres marcantes nos quadrinhos – Quarta Parte

 

Woman HQ04

A Editora Marvel com seu repertório de personagens interessantes tem um verdadeiro exército de tipos masculinos e femininos marcantes que ganham mais visibilidade ao abraçar outras mídias como games, animações, seriados e, principalmente, os filmes no cinema. Continuamos a conhecer as personagens femininas marcantes da editora, mostrando agora as mais poderosas.

Fênix – Sem dúvida, a mais poderosa personagem da Editora Marvel. Mais do que Hulk, Thor, Galactus, Thanos. Não importa se for comparada a heróis ou vilões. De jovem ingênua e suburbana, chamada Jean Grey, acolhida pela Escola de Super Dotados do Professor Xavier. Membro fundador do grupo X-Men, dedicado aos mutantes, ao lado de Cíclope, Fera, Anjo e Homem Gelo. Adotou a identidade de Garota Marvel. Sua estreia foi na revista X-Men nº 1, de setembro de 1963, criação dos lendários Stan Lee e Jack Kirby. Inicialmente, os poderes de Jean revelaram telepatia e telecinésia. Capaz de rivalizar o próprio Xavier, seus poderes evoluíram, cresceram. Para salvar os companheiros do confronto com os terríveis sentinelas, ela precisou fazer um sacrifício decisivo. Morreu para ressuscitar como uma Fênix. Mas a nova Jean Gray estava diferente. Antes ingênua e delicada, ela passou a ser seduzida pelo mal, pela sede de poder. Os relacionamentos em sua volta já não tinham o mesmo significado. Mas essa sede de poder a transforma num risco. Para os amigos, parentes, para os X-Men e para o mundo. Entretanto, Xavier procura manter esse poder sobre controle. Até eles confrontarem o Clube do Inferno. Esse conflito desperta nela, instintos mais primitivos, desejos secretos e sua fome por mais poder. Uma única viagem a leva em direção a estrelas distantes. Em sua busca por poder, ela devora um sol. Elimina mundos e civilizações inteiras. O sinal de alerta foi dado ao Universo. E ela volta rumo a Terra. Ainda com sede de poder. Os X-Men estão lá para acolhê-la ou confrontá-la. O Professor Xavier consegue ainda bloquear essa versão sombria da Jean Gray, a Fênix Negra, mas ela precisa responder por seus crimes com a chegada da frota imperial de Shi’ar. Parte dessas histórias englobam a fase clássica dos X-Men conhecida como A Saga da Fênix Negra, tida como um dos maiores clássicos produzidos pela Editora Marvel, criada por Chris Claremont com arte de Dave Cockrum e John Byrne. Nas sagas seguintes de diversos grupos mutantes, Jean Gray, surge, ressurge, ressuscita, morre, surge clonada, aparece em sonho, vem do passado, de realidade alternativa. A verdade é que a personagem foi tão impactante nas histórias do super grupo que os autores sempre tentam meios de trazer de volta. Diversas encarnações dos X-Men em outras mídias, também contam com a presença da jovem mutante. No cinema, em quase todos os filmes dos X-Men, Jean Gray está presente, sendo interpretada por Famke Janssen.

Feiticeira Escarlate – Wanda Maximoff é uma mutante, filha do poderoso Magneto e irmã do velocista Mercúrio. Sua primeira aparição foi como vilâ na revista X-Men nº 4, de março de 1964. Também criada por Stan Lee e Jack Kirby, Wanda tem o poder de usar magia e manipular realidades. Ela, ao lado do pai e do irmão, formou a primeira Irmandade de Mutantes para confrontar os X-Men em diversas ocasiões. Entretanto, a formação do grupo não durou muito. Mais tarde, a Irmandade surgiu com outra formação. Wanda e o irmão dela foram recebidos no grupo dos Vingadores, agindo como heróis. Wanda, desde então, passou a ser uma vingadora regular. No grupo, ela conheceu e se envolveu com uma forma de vida artificial, o Visão, criado pelo inimigo Ultron. Ela se casou com Visão e teve dois filhos gêmeos que, mais tarde, foi revelado que a gravides dela surgiu de seu poder de alterar realidades. Os filhos foram apagados da existência e a memória do androide foi alterada. Isso despertou instabilidade emocional de Wanda e durante a saga Vingadores – A Queda, ela se revela como uma das personagens mais poderosas do grupo, com consequências desastrosas. Na sequência, a saga Dinastia M mostra tudo o que Wanda é capaz com seus poderes trazendo mais consequências sem precedentes, agora para os X-Men e todos os grupos mutantes. Por sua importância, ela estará presente no novo filme dos Vingadores – A Era de Ultron, interpretada por Elizabeth Olsen. Os trailers sugerem que ela pode iniciar a trama como vilão e, de alguma forma, assumir uma posição como heroína dos Vingadores, para os filmes seguintes.

Mulher Invisível – Susan Storm é um membro fundador do Quarteto Fantástico, esposa de Reed Richards, o Sr. Fantástico e irmã de Johnny Storm, o Tocha Humana. Ela é capaz de ficar invisível e criar campos de força no formato desejado, apenas com o poder da mente. Sempre retratada como a mais frágil do grupo até ganhar nova dimensão na abordagem do roteirista e desenhista John Byrne que inverte a condição dela e a apresenta como a mais forte do Quarteto. Mais uma personagem marcante criada por Stan Lee e Jack Kirby que tem sua primeira aparição junto com todo o Quarteto Fantástico, na revista Fantastic Four nº 1, de novembro de 1961. A revista é considerada o marco inicial da chamada Era de Prata dos quadrinhos norte americanos. No cinema, já foi interpretada por três atrizes. Rebecca Staab, no trash produzido por Roger Corman, Quarteto Fantástico (1994). Jessica Alba, em dois filmes da versão mais popular do grupo nas telas, Quarteto Fantástico (2005) e Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado (2007). Por fim, Kate Mara, na versão mais nova, Quarteto Fantástico (2015). Vamos ver se vai dar certo. Atente para a animação da Pixar, Os Incríveis (2004), uma clara releitura do Quarteto da Marvel. A personagem Susan Storm equivale a Violet Parr, a garota adolescente invisível.

Thor – Quem conhece ou não conhece de quadrinhos, sabe que Thor é o guerreiro da Mitologia Nórdica, filho de Odin e Deus do Trovão, modernizado pela Marvel como um super herói, recriado por Stan Lee e Jack Kirby, com a primeira aparição na revista Journey into Mystery nº 83, de agosto de 1962. O personagem ficou ainda mais popular com os filmes Thor (2011), Vingadores (2012) e Thor – Mundo Sombrio (2013). Mas o que um deus nórdico dos quadrinhos faz numa lista de personagens femininas? Simples! A Editora Marvel, num reconhecimento ao interesse crescente das jovens leitoras nos quadrinhos, começou a destacar personagens femininas, modernizar ou fazer novas versões femininas de personagens populares masculinos. Esse movimento na Marvel não é novo. Considerando a quantidade de personagens femininas importantes na Editora, há muito tempo. Entre as versões femininas de outros personagens temos Capitã Marvel, Mulher Aranha, Namorita, Mulher Hulk, etc. O diferencial agora é que a Editora tenta manter o interesse das leitoras com essas novas personagens. Então vimos Gaviã Arqueira, Ms Marvel, a jovem muçulmana Kamala Khan, a Thor feminina e o Grupo X-Men Feminino. Em breve, veremos na editora, a revista A-Force, um time de Vingadores, apenas formado por mulheres, lideradas pela Mulher Hulk. A Thor feminina é uma criação recente do roteirista Jason Aaron e o desenhista Russell Dauterman, para a revista Thor nº 1, de outubro de 2014. Entretanto, o truque de transformar Thor em mulher, também não é novo. A personagem Tarene tornou-se a Garota Thor, na revista Thor – Lágrimas dos Deuses, nº 22, de abril de 2000, criação do roteirista Dan Jurgens e do desenhista John Romita, Jr., mas a personagem não deu certo e foi esquecida. A Mulher Thor atual mostrou-se digna de empunhar  o martelo Mjolnir, enquanto o Thor original não teve mais condições. A Editora cerca a nova personagem de mistério e não revelou ainda quem está por trás do elmo guerreiro. O truque pode ser manjado, mas deu muito certo. Atraiu toda a atenção da imprensa mundial, despertou o interesse de leitoras jovens e as vendas da revista são um grande sucesso. Se depender das leitoras, a nova Thor pode até invadir as telas de cinema.

Tempestade – Ororo Monroe é uma das grandes personagens mutante dos X-Men, com poderes de controlar o clima. Filha de N’Dare, princesa de uma tribo do Quênia com o fotojornalista David Munroe. O casal viveu um tempo em Nova York, quando Ororo nasceu, mas a família precisou retornar a África. Um acidente deixou Ororo órfã, aos seis anos de idade no Egito. Ainda criança, Ororo era uma ladra nas ruas do Cairo quando encontrou, pela primeira vez, com o Professor Charles Xavier, líder dos X-Men. Apenas anos mais tarde, Xavier recrutou Ororo para integrar os X-Men e ajudar a salvar o grupo original, na clássica revista Giant Size X-Men nº 1, de maio de 1975, escrita por Len Wein e desenhada por Dave Cockrum. Foi a primeira aparição da jovem Tempestade nos quadrinhos. A origem africana da personagem foi publicada depois com roteiro do igualmente lendário Chris Claremont. Ela sempre demonstrou sua força e determinação, sobretudo quando venceu um combate e tornou-se a líder dos mutantes Morlocks, enquanto vivia sua fase rebelde, sem poderes. Ela ainda superou Cíclope e tornou-se a líder dos X-Men. Despertou a atenção de Loki, irmão traiçoeiro de Thor. Ele tramou para usá-la como substituta do Deus do Trovão, enquanto ele assumiria o trono de Asgard ao lado dela. Mas os X-Men não deixaram a amiga para trás. Recentemente, Ororo assumiu como a Rainha de Wakanda, ao casar-se com T’Challa, mais conhecido como o Pantera Negra e entraram para o Quarteto Fantástico. Entretanto, o conflito entre Vingadores vs X-Men colocou um fim no casamento. Ela agora lidera o grupo feminino dos X-Men. No cinema, Ororo sempre teve destaque nos filmes dos X-Men, interpretada por Halle Berry, que se deu bem como Tempestade, mas foi péssima como a Mulher Gato. No vindouro filme X-Men – Apocalypse (2016), uma jovem Ororo será interpretado pela atriz Alexandra Shipp, ao lado de um novo elenco. Boa sorte a nova atriz.

Aguarde. Conheça ainda sobre outras personagens marcantes na parte final do especial.

Anúncios

Publicado em 9 de março de 2015, em QG HQ e marcado como , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

O Tudo

Para conhecer diversas curiosidades sobre tudo

Suki na Ongaku

Blog com letras de minhas músicas japonesas preferidas

Roberto Luiz Ribeiro

Poesia alternativa-marginal-independente e gratuita

A Taverna

Histórias fantásticas e Dicas de Escrita!

Don Silvio

Comentando

Codéx Secreto Blog

"we are lifelong learners " Nós somos eternos aprendizes "

enjuadinha

Momentos da vida

Livros do Coração

Resenhas de livros, filmes, teatro e cultura em geral

Felicisses

Um pouco sobre livros, filmes, séries e assuntos aleatórios.

Entre nos Mundos

Compartilhando as minhas visitas em outros mundos.

Uma borboleta leitora

Como borboletas, voamos pelas páginas dos livros...

Liberte-se.

Meu nome é Hellen, tenho 18 anos e aqui escrevo sobre coisas que me interessam.

Emilly Vass

Blog Literário

Literatura Doccar

Blog Literário

Auê Cultural

A casa de todos, de todas as tribos

Contos Noturnos

Contos da amante noturna

%d blogueiros gostam disto: