Arquivo mensal: maio 2006

Pioneiros do Cinema

Pioneiros
A história do cinema é cercada de controvérsias. Vários países disputam pela paternidade do invento: Estados Unidos, França, Inglaterra, Alemanha, entre outros. Foi uma verdadeira corrida, desde o surgimento da fotografia, para alcançar a criação de um mecanismo para registrar e reproduzir imagens em movimento. Entretanto, apesar das divergências, a sétima arte é a única expressão artística da história humana com data de nascimento. A mítica noite de 28 de dezembro de 1895, quando os irmãos Lumière realizaram a primeira projeção pública de seus filmes em Paris, é tida mundialmente como o nascimento do cinema, exceto nos Estados Unidos que teima em defender a patente de Thomas Edison. Conheça os pioneiros do cinema.
Louis Aimée Augustin Le Prince
28 de Agosto de 1842 – 16 de Setembro de 1890.
Inventor e produtor. Reconhecido como o primeiro diretor da história do cinema, ou seja, o primeiro a registrar imagens em movimento num filme. Ele realizou O Jardim (Roundhay Garden, ING, 1888), considerado como a primeira tentativa de sucesso para registrar imagens em movimento. Numa das raras sequências que sobreviveu ao tempo, mostra o jardim da casa do sogro de Le Prince. Em outra tomada, ficou registrado o movimento da rua em Leeds, West Yorkshire, Inglaterra. A proeza de Le Prince foi alcançada anos antes dos inventores Thomas Edison e dos irmãos Lumière, August e Louis, escreverem seus nomes na história do cinema.

Nascido na França, Le Prince viveu dividido entre a França, Inglaterra e Estados Unidos. Ele nunca foi capaz de patentear seu invento ou realizar uma planejada demonstração pública de seu filme nos Estados Unidos, porquê o inventor desapareceu sem deixar vestígios numa viajem de trem. Seu corpo e bagagem nunca foram encontrados, contudo, uma fotografia encontrada nos arquivos policiais mostram um homem afogado que pode ter sido ele. A viúva de Le Prince, antes de morrer, sugeriu num depoimento que o culpado pelo sumiço de seu marido teria sido Thomas Edison. O mistério permance até os dias de hoje.

Thomas Alva Edison
Milão, 11 de Fevereiro de 1847 — West Orange, 18 de Outubro de 1931.
Inventor e empresário norte-americano que desenvolveu muitos dispositivos importantes. Foi um dos primeiros inventores a aplicar os princípios da produção maciça ao processo da invenção. Entre as suas contribuições encontram-se a lâmpada elétrica incandescente, o gramofone, o cinetoscópio, o ditafone e o microfone de grânulos de carvão para o telefone. Muitos o consideram o maior inventor de todos os tempos. A ele são atribuídas mais de 1300 patentes.

Em sua contribuição para a história do cinema, Thomas Edson procura criar em 1887, um aparelho para registrar o som em sincronia com a imagem em movimento batizando de Fonógrafo Ótico, mas o aparelho fracassa inviabilizando o projeto. Ele não desiste e contrata um assistente, William Dickson. Juntos, criam uma câmera batizada de Cinetógrafo para registrar apenas imagens, descartando o som. O fracasso do fonógrafo, no uso em espetáculos de auditório para um grande publico, forçou Edson a decidir pela criação de um aparelho de reprodução das imagens para uso individual. Então, a dupla criou o Cinetoscópio, aparelho, semelhante a um fogão, com um visor por onde cada indivíduo observa os filmes ao inserir moedas, realizando sua primeira demonstração pública em 1891. Firmado como grande atração, o invento estimula Edson a construir o primeiro estúdio do mundo para produzir filmes, o Black Maria, em 1893.

Ottomar Anschütz
16 de Maio de 1846 em Lissa/Prússia, hoje Lezno/Polônia
30 de Maio de 1907 em Berlim, Alemanha
Inventor, fotógrafo, cronofotógrafo e significante contribuidor na história do cinema.

Ele inventou um “eletrostachiscope” em 1887: um disco de 24 lentes diapositivas, energizado manualmente, e iluminado por um tubo com um luminoso espiral, usado por um único observador de cada vez, ou projetado para pequenos grupos.

Em 1887, Anschütz desenvolveu a Projeção Eletrostachiscope. Em 1891, uma versão ligeiramente reduzida e elétrica, o “Schnellseher Elétrico”, foi fabricado pela Siemens & Halske em Berlin e usado num formato arcade para demonstração na Feira International Eletrotécnica de Frankfurt. Mais de 34 mil pessoas pagaram para ver o invento na Feira de Exibições em Berlim no verão de 1892. O invento foi apresentado também em Strand, Londres e na Feira Mundial de Chicago, no ano seguinte. Seu famoso album fotográfico de 1884 inspirou um pioneiro da aviação Otto Lilienthal no uso experimental de lentes.

Outras Tentativas
A busca pelo pioneirismo na projeção de imagens em movimento impulsionou nos anos seguintes experimentos em vários países como Alemanha: Ottomar Anschutz e Max Skladanowski; Polônia: Kasimir Proszynski; Inglaterra: William Friese-Greene; Estados Unidos: Francis Jenkins; Itália: Filoteo Albertine; e até a Iugoslávia. Mas nenhum deles teve o êxito e a repercussão alcançada por uma família de fotógrafos de Lyon, na França.
The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

O Tudo

Para conhecer diversas curiosidades sobre tudo

Suki na Ongaku

Blog com letras de minhas músicas japonesas preferidas

Roberto Luiz Ribeiro

Poesia alternativa-marginal-independente e gratuita

A Taverna

Histórias fantásticas e Dicas de Escrita!

Don Silvio

Comentando

Codéx Secreto Blog

"we are lifelong learners " Nós somos eternos aprendizes "

enjuadinha

Momentos da vida

Livros do Coração

Resenhas de livros, filmes, teatro e cultura em geral

felicisses.wordpress.com/

UM POUCO SOBRE LIVROS, FILMES, SÉRIES E ASSUNTOS ALEATÓRIOS

Uma borboleta leitora

Como borboletas, voamos pelas páginas dos livros...

Liberte-se.

Meu nome é Hellen, tenho 18 anos e aqui escrevo sobre coisas que me interessam.

Emilly Vass

Blog Literário

Literatura Doccar

Blog Literário

Auê Cultural

A casa de todos, de todas as tribos

Contos Noturnos

Contos da amante noturna